O que é a confiabilidade, disponibilidade e manutenibilidade na gestão de manutenção?
ARTIGOS

O que é a confiabilidade, disponibilidade e manutenibilidade na gestão de manutenção?

Escrito por

 

A indústria é um setor de nossa economia que apresenta várias oportunidades. Dessa forma, a atuação de todos os funcionários da gestão é fundamental para a obtenção de resultados positivos.

Um supervisor de manutenção precisa prestar um serviço de qualidade, a fim de garantir o funcionamento de todos os processos e equipamentos.

Esse profissional deve manter-se atualizado com as novidades do mercado e conhecer as principais tendências e conceitos que surgem nesse setor, como a confiabilidade, a disponibilidade e a manutenibilidade.

Este post vai ajudá-lo a entender melhor o que esses termos são e como eles ajudam na melhoria da gestão de manutenção estratégica para o crescimento. Tenha muita atenção em sua leitura e aproveite!

O que é manutenção centrada na confiabilidade?

O objetivo de toda indústria é atingir a máxima eficiência de seus serviços, equipamentos e processos, não é mesmo? Entretanto, isso só pode acontecer quando existe um ambiente de trabalho seguro, saudável e confiável.

A confiabilidade torna-se um conhecimento essencial nessas horas. Ela é determinada pela probabilidade de um equipamento ou célula de produção funcionar normalmente em condições de projeto em um tempo preestabelecido.

Essa metodologia de trabalho escolhe as melhores políticas para o gerenciamento correto de falhas. Ela pode ser aplicada em qualquer tipo de ambiente, não excluindo as outras formas de manutenção. Portanto, ela vem ganhando cada vez mais espaço e usuários no mercado.

Apesar de cada negócio apresentar características e dados diferentes, ela é baseada nos seguintes princípios:

  • prolongar o tempo de execução entre os encerramentos agendados;

  • assegurar o apoio e a cooperação ativa entre as pessoas envolvidas nas operações de manutenção;

  • melhorar a produtividade de manutenção;

  • criar uma abordagem proativa e planejada;

  • adotar táticas eficientes para a solução de falhas e problemas.

Além do mais, a manutenção centrada na confiabilidade (MCC) é dividida nas etapas abaixo:

  • quais são as funções do ativo no seu contexto operacional?

  • de quais maneiras essas funções podem falhar?

  • quais são as causas dessas falhas?

  • o que acontece quando elas ocorrem?

  • qual é a importância de cada uma dessas consequências?

  • o que deve ser feito para prever e evitar essas ocorrências?

  • o que fazer quando não forem encontradas técnicas viáveis de manutenção proativa?

As repostas para essas perguntas fazem com que um supervisor de manutenção tenha mais segurança para tomar decisões e tornar sua gestão mais eficiente e segura. Mas lembre-se que esses processos são iterativos e dependem de uma clara compreensão dos objetivos e requisitos planejados pela empresa.

Por que o conceito de disponibilidade é importante para um plano de manutenção eficiente?

A disponibilidade também é outro tema essencial. Ela determina o tempo que um equipamento está disponível para as solicitações de trabalho ou está em estado operacional, sem que seja deixado de lado o tempo de reserva (standby).

Numa situação favorável, todos os equipamentos têm uma grande disponibilidade, acarretando na mitigação de falhas e na redução de erros e perdas produtivas.

Planejamentos malfeitos geram manutenções desorganizadas e fazem com que a disponibilidade das ferramentas de trabalho seja menor. Dessa forma, a disponibilidade é um indicador que sempre deve ser monitorado e aprimorado.

Qual a diferença entre manutenção e manutenibilidade?

Esses dois termos causam muita confusão dentro de uma indústria. Isso acontece pois a manutenibilidade inclui todos os processos, atividades, estratégias e ferramentas utilizadas desde a identificação de uma falha até a sua solução. Já a manutenção está relacionada a uma única atividade de reparar um problema operacional.

Em outras palavras, a manutenibilidade é um conceito extremamente importante para o sucesso de qualquer gestão, já que determina a capacidade e a facilidade de manutenção.

Por exemplo, se uma peça apresenta falhas com grande frequência e não existem boas condições de reparo e troca, pode-se dizer que ela representa pouca manutenibilidade para a empresa. Isso pode acarretar na perda de produtividade, no aumento do número de acidentes e de despesas.

Nesse caso, é necessário criar dispositivos e gerar mudanças no ambiente de trabalho para superar os obstáculos que atrapalham o desempenho das atividades de manutenção.

Cada situação precisa ser analisada e aprimorada por um supervisor de manutenção, sempre levando em consideração a redução dos impactos ao meio ambiente.

Como um software ajuda na aplicação desses conceitos de forma eficiente?

O mercado consumidor nunca foi tão exigente e concorrido quanto hoje em dia. Qualquer cuidado ou deslize pode ser crucial para colocar em risco a vida de trabalhadores ou atrasar o cronograma de entrega de um produto. Por causa disso, as atividades da indústria são planejadas e analisadas com muito cuidado e atenção.

Os conceitos de confiabilidade, disponibilidade e manutenibilidade só funcionam corretamente quando os supervisores de manutenção têm informações atualizadas e controladas em tempo real. Tentar fazer todas essas atividades manualmente acarreta em péssimos indicadores de desempenho e atrapalha a performance de toda a gestão.

Nessas horas, o uso de um software para gestão e controle de manutenção é a melhor opção para quem deseja ter eficiência e segurança em sua rotina de trabalho.

Com ele, é possível monitorar tudo o que acontece, fazer relatórios, controlar o consumo de materiais, criar um histórico de eventos, nivelar recursos humanos e financeiros e diversas outras funções que dão flexibilidade para um profissional.

Portanto, faça uma pesquisa de mercado e encontre um parceiro de trabalho que ofereça uma ferramenta que possa ser adaptada ao seu ramo de atuação e às suas necessidades.

A análise dos três conceitos citados acima demonstra que a empresa tem maturidade e está preparada para as emergências e os imprevistos que acontecem no dia a dia industrial.

Por mais bem preparada e capacitada que ela seja, vários tipos de problemas podem acontecer, portanto, a confiabilidade, a disponibilidade e a manutenibilidade fornecem as informações necessárias para encontrar gargalos operacionais que colocam em risco o funcionamento das etapas produtivas e dificultam a obtenção de resultados positivos.

Em todas as situações, a gestão de manutenção é aprimorada e faz com que seus supervisores ganhem maior valor na instituição. Além do mais, os clientes ficam mais satisfeitos, fazendo com que você tenha mais notoriedade e espaço no mercado.

E então, o que você achou do nosso conteúdo? Quer aprender ainda mais? Basta assinar a nossa newsletter e ficar por dentro das novidades do mercado!

 

Sobre o autor

Deixar comentário.

Share This