Vantagens de um software especialista em manutenção
Software de Manutenção

Vantagens de um software especialista em manutenção

Engeman
Escrito por Engeman

Os softwares gerenciais (ERP’s) atendem de forma satisfatória os principais setores da empresa (financeiro, estoque e recursos humanos). No entanto, quando é necessário um controle mais detalhado em áreas como manutenção e produção, o ERP dificilmente tem suporte para suprir, com qualidade, essa demanda. Então, a empresa se vê com a necessidade de desenvolver customizações (telas, regras e relatórios), sempre a um custo muito alto. Isso sem mencionar o tempo que se levaria para o desenvolvimento e homologação de todas essas adaptações.

Um software especialista em manutenção, em contrapartida, aborda nativamente os conceitos principais e importantes no que se refere ao controle e planejamento da manutenção, disponibilizando regras e relatórios focados, minimizando ou eliminando qualquer necessidade de customização.

O desempenho do software também é um fator crucial nesta análise. O ERP aborda diversos setores da empresa e isso gera um grande fluxo de dados e também muitos usuários conectados simultaneamente. Para que ainda assim, o software apresente uma eficiência aceitável, tem-se que fazer altos investimentos em infraestrutura. Essa definitivamente não é a realidade do software especialista em manutenção. Ao contrário, ele aborda um ou dois setores da empresa, com poucos usuários conectados, permitindo um desempenho maior. E, mesmo que um investimento em infraestrutura seja necessário, certamente será bem menor que o demandado para um ERP.

Outro diferencial, na comparação entre um ERP e um software especialista é a facilidade de uso. O especialista em manutenção é focado em certo ramo ou setor, possui layout e navegabilidade adaptados ao tipo de usuário que vai manipulá-lo o que, automaticamente, facilita o treinamento operacional.

Optando por um software especialista, a empresa não está, necessariamente, abrindo mão de outros softwares. É possível e totalmente viável, executar uma integração entre os bancos de dados do ERP com o software de manutenção, através dos seguintes formatos:

  • Online: Via banco de dados (Trigger, Stored Procedure, Regras ou utilizando tabelas integradoras). Esse formato de integração só pode ser utilizado quando os dois bancos de dados em questão se encontram no mesmo servidor e instância do sistema gerenciador de banco de dados;
  • Off-line: Via importação de arquivos (TXT/CSV/XML) ou WebService (componentes que permitem envio e recebimento de dados em formato XML).

Sobre o autor

Engeman

Engeman

Deixar comentário.

Share This