Gestão Redução de Custos Tecnologia

Manutenção em Tempos de Crise

O Engeman® é um software de manutenção destinado a gestores e operadores de manutenção que desejam uma solução completa para gerir sua empresa.

Em tempos de crise e recessão, a eficiência operacional das empresas se tornou um objetivo ainda mais importante. Em cenários complexos, reduzir desperdícios, erros e retrabalho, assim como otimizar os investimentos, priorizando áreas estratégicas, como a manutenção preditiva, é o caminho para manter a saúde do negócio.

A manutenção preditiva, sobretudo em um cenário de crise, atua como uma grande aliada dos negócios. Esse conceito, na prática, está diretamente associado ao uso racional dos recursos, à minimização dos custos e à manutenção da qualidade dos processos internos, focando em práticas que garantem a manutenção da infraestrutura da empresa a partir de intervenções adequadas, no tempo certo e com o menor custo.

A seguir, preparamos um artigo completo para falar um pouco mais sobre a importância da manutenção em tempos de crise e, ainda, para mostrar como a manutenção preditiva pode ajudar os negócios a otimizar suas operações, equilibrando custos e qualidade na medida certa para garantir a sua competitividade no mercado. Continue a leitura e confira!

Qual é a importância da manutenção em tempos de crise?

Embora muitos gestores e líderes não visualizem dessa forma, no contexto da manutenção empresarial, períodos de crise são sinônimos de oportunidades. Na prática, quando crises ocorrem e afetam a cadeia produtiva das empresas e os seus processos rotineiros, resultando em grandes interrupções, como férias coletivas e paralisação temporária das atividades, oportunidades são criadas para a manutenção.

Nesses períodos de interrupção das operações, por exemplo, pode-se estar diante de um excelente momento para que a manutenção preditiva possa ser executada de forma ainda mais profunda, o que seria extremamente complexo, ou até impossível de se executar, em cenários de normalidade, em que a produção não pode ser interrompida para que as manutenções ocorram de forma adequada.

Além disso, cenários de crise também podem ser vistos como o momento mais oportuno para que a empresa consiga fazer a implementação de novos projetos de manutenção, promover melhorias nos processos, analisar indicadores de desempenho de forma mais acurada, e até mesmo a otimização de rotinas e processos gerenciados, isso a partir de ferramentas de gestão como CMMS Engeman.

Como investir na manutenção preditiva auxilia na redução de custos?

De forma direta, o investimento em manutenção preditiva contribui diretamente com redução dos custos operacionais, de manutenção e de degradação dos ativos.

A manutenção preditiva possibilita o acompanhamento e monitoramento das condições das máquinas, de seus parâmetros operacionais e sua degradação. Por meio da predição é possível otimizar e reduzir os custos envolvidos com o ativo. A partir de técnicas de monitoração e eventuais procedimentos determinados para repor o item dentro de seu melhor estado, é possível desenvolver uma das formas mais eficientes e econômicas de manutenção.

Qual é o impacto dessa manutenção na qualidade dos produtos oferecidos?

Há inúmeros impactos positivos da implementação da manutenção preditiva e que beneficiam principalmente a disponibilidade e qualidade dos produtos oferecidos. Nesse sentido, por exemplo, quando uma empresa opera com uma infraestrutura bem gerida, com seu maquinário sempre disponível, livre de falhas ou quebras indesejadas, certamente pode experimentar um nível mais elevado de produtividade e rentabilidade.

Essa realidade, sem dúvida, está diretamente relacionada à manutenção do inventário físico do negócio, isso a partir de um plano de manutenção otimizado, que considera não só o tipo de maquinário, mas o seu nível de exigência, tempo de uso, além de outros parâmetros importantes.

De forma simplificada, a manutenção preditiva desenvolvida a partir de uma gestão informatizada e técnica é capaz de oferecer vantagens como:

  • programação mais acertada com a definição do melhor momento para intervenção na máquina ou componente;
  • redução de custos de refugo do produto;
  • diminuição do tempo de parada das máquinas por motivo de manutenção;
  • aumento da disponibilidade e confiabilidade do inventário físico;
  • atendimentos aos padrões de qualidade exigidos;
  • atendimento aos prazos e exigências do processo.

Quais são as técnicas utilizadas na manutenção preditiva?

A manutenção preditiva, sobretudo no cenário atual, é um processo técnico, que depende de ações específicas, dados e metodologias próprias. Assim, existem diferentes técnicas que são empregadas para atender às demandas dos negócios, entre as quais podem ser citadas:

  • por métodos estatísticos;
  • por acompanhamento;
  • por monitoração sistemática ou não;
  • por monitoração contínua (on-line);
  • por medição de parâmetros;
  • por inspeção simples;
  • não instrumentada, usando os cinco sentidos (sensitiva).

A definição das técnicas mais apropriadas para cada realidade, na prática, dependerá de quais rotinas e processos a empresa pretende implementar. Nesse ponto, diferentes são os caminhos para essa implementação. Por isso, contar com auxílio especializado é fundamental para o sucesso do projeto.

Como foi a evolução manutenção preditiva nas empresas?

A manutenção preditiva cada vez mais se firma como um modelo altamente eficaz para os negócios. Por se tratar de uma metodologia que privilegia ações preventivas, controle e visibilidade são alguns dos seus pontos fortes, os quais são altamente benéficos para as empresas, especialmente em cenário de crise.

Apesar do crescimento desse modelo de manutenção, no passado as coisas eram bem diferentes. Em relação aos avanços da manutenção preditiva, existem alguns pontos que merecem ser destacamos. Vejamos!

Manutenção por Desconhecimento

O Brasil e o mundo vivenciaram um momento de apogeu econômico e muitas empresas ainda não se ativeram para a importância de tratar a manutenção em tempos de crise como um fator estratégico para as suas pretensões. Talvez pelo fato de que as perdas com a manutenção, embora críticas, não afetassem de forma drástica a lucratividade da empresa.

Olhando por uma perspectiva otimista, a humanidade, desde os seus primórdios, sempre foi obrigada a evoluir em tempos de escassez. Por exemplo, vários países como Japão e Alemanha usaram os tempos de dificuldades dos períodos pós-guerra como trampolim. Inclusive, muitos teóricos atribuem o crescimento econômico do Japão aos seus investimentos em manutenção e qualidade. Investimentos esses feitos em um período de recessão.

Logo depois, pôde-se observar os frutos desses investimentos. As empresas japonesas emergiram de forma extremamente competitiva, tirando por base o mercado automotivo.

Quais são as novas tecnologias que podem ajudar nesse trabalho de predição?

As novas tecnologias têm colaborado consideravelmente para a implementação de metodologias e processos de predição. A transformação tecnológica, além de outros impactos positivos, também possibilitou que as empresas hoje pudessem ter acesso a ferramentas e a soluções mais robustas e eficientes, mas com custos mais acessíveis.

Com a quarta revolução industrial, também chamada de Indústria 4.0, todos os dias novas tecnologias e recursos surgem, possibilitando um nível de automação ainda maior e uma integração mais eficiente entre máquinas, softwares, pessoas e processos, tudo isso de maneira online.

Diante desse cenário, o ideal hoje adotar softwares que se encarreguem de coletar e armazenar informações a respeito de todas as máquinas. Dessa forma, com a ajuda da tecnologia, é possível ter um acompanhamento exato da situação de cada componente e peça, bem como programar e planejar qual melhor momento para a intervenção e reparo, baseando-se em dados e leituras preditivas.

Para que todo esse processo seja consolidado é essencial operar como o apoio de um bom programa CMMS Engeman para a gestão integrada da manutenção preventiva e preditiva para encontrar falhas e inconsistência logo no seu estágio inicial, impedindo que evoluam a ponto de causarem prejuízos maiores para a empresa.

Nesse contexto, software como o Engeman® pode ser de grande utilidade para auxiliar no controle das manutenções, de forma que todas as máquinas e seus componentes recebam a atenção necessária.

Como a Engeman pode fortalecer os processos de manutenção da sua empresa?

A Engeman coloca à disposição do seu negócio toda a inovação e tecnologia necessárias para transformar o cenário da manutenção. A partir do software Engeman®, um CMMS que contempla funcionalidades e recursos, é possível a implementação das melhores práticas de gestão da manutenção a nível de classe mundial.

No Engeman® é possível a criação de programações e planejamentos da manutenção para as ações preditivas e, também, para as ações necessárias referentes aos resultados medidos e coletados, em que, com base em cálculos de regressão (linear, logarítmica, exponencial, polinomial, potência), se pode obter uma programação precisa de qual data ocorrerá a necessidade de reparo, ajuste ou inspeção.

Além disso, o Engeman® permite simular ou gerar a programação da manutenção no horizonte desejado, sendo possível a partir das programações com base em limites ou cálculo de regressão já gerar os cronogramas, relação de insumos e peças, relação de RH e HH necessários, tempos previstos e outras informações. Essas simulações e programações já oficiais poderão ser agendadas e o Engeman® fica responsável por, automaticamente, disparar e-mails com os cronogramas, relação de peças, O.S.’s e outras informações para todos os envolvidos.

Por fim, o Engeman® também é oferecido a partir de uma solução mobile (Android, IOS, Windows 10), a qual permite o uso das funcionalidades do software em dispositivos móveis pelos profissionais responsáveis pela manutenção. Nesse formato, a ferramenta oferece suporte para, por exemplo:

  • a realização de rotinas e rotas de coletas e medições;
  • geração e recebimento de O.S.’s de programações preditivas;
  • apontamento das coletas;
  • possibilidade de leitura de QR Codes para identificação da máquina, registro de foto, geolocalização (latitude, longitude — GPS);
  • sincronização com o Engeman® módulo básico.

Por que investir em um Software de Gerenciamento de Manutenção?

Certamente, um software de gerenciamento de manutenção eficaz é o pilar para a aplicação de qualquer programa na área. Contudo, os custos com sua implementação podem ser menores que se imagina. Dessa forma, a experiência aponta que é possível, com um pouco de criatividade, implantar um programa de manutenção preditiva eficiente e com baixo custo.

Em resumo, alguns argumentos plausíveis para se investir em informação:

  • é uma ferramenta com um custo muito baixo frente a seus benefícios;
  • um PCM bem estruturado, apoiado por um software de gerenciamento da Manutenção, pode melhorar os resultados da manutenção em 25%;
  • no Brasil, estima-se que o gasto em manutenção no ano de 2007 foi de R$ 90.325.800,00;
  • nos Estados Unidos, mais de US$ 200 bi/ano vão para a manutenção dos ativos;
  • a produtividade da mão de obra de manutenção está entre 25% e 32%, quando poderia atingir 50%.

Por fim, como vimos, em tempos de crise, a manutenção preditiva tem um papel fundamental dentro dos negócios. Por ser um conceito focado em eficiência, redução de custos e aproveitamento racional dos recursos da empresa, certamente ele tem muito a contribuir com as atividades.

Então, gostou deste conteúdo? Restou alguma dúvida sobre o tema? Deixe seu comentário abaixo!

Share This