Manutenção produtiva total: elimine as perdas do seu fluxo de produção
ARTIGOS

Manutenção produtiva total: elimine as perdas do seu fluxo de produção

Escrito por

 

O mercado consumidor passa por diversas transformações. Ao longo do tempo, novas tendências surgem e uma empresa deve acompanhar essas mudanças para alcançar seus objetivos e ganhar cada vez mais notoriedade.

O processo produtivo de um empreendimento deve estar preparado para atender essas demandas e prestar um serviço de qualidade. Entretanto, quando práticas e estratégias indevidas são utilizadas, o equilíbrio operacional é colocado em risco.

Em meio a esse cenário, os processos de manutenção são fundamentais para garantir um bom desempenho e a funcionalidade das atividades. Dessa forma, várias metodologias de trabalho são aplicadas e ganham espaço no mercado.

A manutenção produtiva total é uma ótima solução para quem quer melhorar sua performance e evitar problemas. Mas você, nosso leitor, sabe o porquê disso? Ou então, o que ela é e quais são suas vantagens?

Pois então, no nosso post de hoje, você vai aprender um pouco mais sobre esse assunto. Tenha muita atenção em sua leitura e aproveite!

O que é a manutenção produtiva total

A manutenção produtiva total é uma metodologia de trabalho que tem o objetivo de identificar perdas em um processo produtivo, tentando maximizar o uso dos recursos financeiros e a qualidade das mercadorias. Ela também é conhecida como Total Productive Maintenance (TPM) e é amplamente utilizada em empreendimentos de sucesso do mercado.

Lembre-se de que ela tem o objetivo de acabar com as perdas:

  • por quebras;

  • por setup;

  • por tempo ocioso;

  • por baixa velocidade;

  • por qualidade insatisfatória;

  • com start-up.

Como ela surgiu

Com o final da Segunda Guerra Mundial, uma nova época de paz e prosperidade foi apresentada ao mundo. Dessa forma, as técnicas produtivas foram aprimoradas e melhoradas. Já que a tendência de consumo aumentou progressivamente, as empresas precisavam acompanhá-la e aproveitar essa oportunidade de crescimento.

Entretanto, as perdas e os erros operacionais atrapalhavam essas situações. Assim, vários países esforçaram-se para aprimorar suas estratégias e abordagens. Ao longo do tempo, as manutenções passaram de simples processos de concerto e reparo, para um complexo conceito de prevenção de problemas.

A partir da década de 1970, a manutenção produtiva total ganhou forma e foi introduzida em empresas japonesas. Dessa forma, uma estratégia de máxima eficiência e aumento de produtividade foi criada, possibilitando a análise de perda nas falhas dos equipamentos.

Atualmente, esse processo passou por diversas transformações. Seus procedimentos tornaram-se mais abrangentes e estão sendo utilizados no estudo dos problemas de máquinas, processos e de pessoas.

Quais são seus principais pilares

A fim de superar obstáculos e solucionar problemas, a manutenção produtiva total deve ser baseada em oito pilares. Confira-os abaixo:

1. Manutenção autônoma

Os processos de manutenção de uma empresa devem ocorrer com naturalidade e eficiência. Desse modo, seus funcionários devem estar bem preparados e capacitados para realizarem suas atividades.

Isso é extremamente importante, pois essas situações podem atrapalhar a performance de seu fluxo produtivo. Assim, os empregados devem atuar com autonomia e muito conhecimento.

2. Manutenção planejada

O planejamento também é essencial para uma manutenção produtiva total eficiente. Por esse motivo, você deve criar um cronograma de manutenções preventivas e preditivas em sua gestão.

Consequentemente, é possível antecipar problemas e reparar equipamentos antes de grandes falhas serem apresentadas.

3. Manutenção da qualidade

O controle da qualidade de suas ferramentas de trabalho também é determinante para o aumento de produtividade e redução de erros. Dessa forma, todos os sistemas devem ser inspecionados e avaliados para a determinação de seus comportamentos.

4. Melhorias específicas

Por mais bem preparado e planejado que seus processos sejam, ainda é possível se deparar com situações problemáticas. À vista disso, você sempre deve estar preparado para propor soluções e adequações específicas em sua metodologia de trabalho.

Para que isso aconteça, sua equipe deve ser formada por especialistas em diversas áreas do conhecimento, aumentando as chances de sucesso e ampliando a troca de informações para realizar melhorias.

5. Controle inicial

Antes de tomar qualquer atitude ou implementar um novo processo, você deve analisar todos os fatores e consequências relacionadas a ele. Dessa maneira, o controle inicial é extremamente necessário para a melhoria dos procedimentos.

Ele se baseia na análise minuciosa de tudo o que é necessário para a instalação de um produto. Assim, é possível facilitar o uso de suas ferramentas de trabalho e otimizar as atividades de seus colaboradores.

6. Treinamento e educação

Como dito anteriormente, a capacitação de seus funcionários determina o êxito de sua gestão. Então, você deve treiná-los da melhor maneira possível.

Com o surgimento de novas tecnologias, um processo muito utilizado hoje em dia pode se tornar obsoleto e improdutivo em um curto período de tempo. Desse modo, fique muito atento para educar sua equipe.

7. Segurança, higiene e meio ambiente

Os acidentes de trabalho também podem atrapalhar a performance da empresa. Essas perdas humanas, financeiras e operacionais precisam ser evitadas, e esse fator deve ser levado em conta em sua manutenção produtiva total.

Além disso, a preservação do meio ambiente é outro critério muito importante em sua tomada de decisões. Portanto, preze pelo índice mínimo de acidentes e faça escolhas que sejam ecologicamente corretas.

8. Áreas administrativas

Os escritórios e os setores administrativos devem trabalhar em conjunto com todas as outras áreas do negócio. Em função disso, a manutenção produtiva total tem a preocupação de fornecer informações e recursos adequados aos serviços realizados por todos os departamentos.

Quais são seus benefícios

Como você deve ter reparado, a manutenção produtiva total modifica toda a metodologia de trabalho de uma empresa, e não apenas os seus processos de manutenção. Dessa forma, ela consegue prevenir perdas, chegando, em alguns casos, à eliminação de todas as falhas, acidentes e defeitos.

Além disso, ela automatiza processos e permite a integração de todos os colaboradores de sua gestão. Como consequência disso, a administração de todos os grupos é facilitada e o envolvimento e a motivação de sua equipe são garantidos.

Não se esqueça também das seguintes vantagens para o seu fluxo de produção:

As falhas e os erros operacionais de uma gestão, colocam em risco a obtenção de resultados positivos e a melhoria de suas práticas de trabalho. Dessa forma, a manutenção produtiva total visa melhorar as condições, o ambiente e o funcionamento de todos os seus equipamentos.

Além disso, ela permite maximizar a produtividade de seu efetivo, garantido o envolvimento de todos e melhorando o clima organizacional. Por isso, ao utilizar essa metodologia, você mostra ao mercado que está preocupado com a melhoria da qualidade do serviço prestado e do atendimento das necessidades de seus clientes.

Agora, siga as nossas redes sociais e fique por dentro dos melhores conteúdos sobre a gestão e controle de manutenção: Facebook, Linkedin e Google Plus!

 

Sobre o autor

Deixar comentário.

Share This