Importância do controle da manutenção em Estação de tratamento de água

A manutenção em Estação de tratamento de água é algo que é preciso fazer um estudo aprofundado sobre a população a ser abastecida.

A água é o bem natural mais importante para a vida na Terra. Além disso, ela é utilizada em quase todas as atividades humanas, seja nos trabalhos em um canteiro de obra, seja na manutenção de uma indústria farmacêutica. Dessa forma, é essencial aplicá-la com sabedoria e eficiência para não prejudicar o futuro das próximas gerações através da manutenção em Estação de tratamento de água…

Nessas horas, a manutenção em Estação de Tratamento de Água (ETA) ganha muito destaque. Essa situação é responsável por disponibilizar água para o consumo humano dentro dos padrões de qualidade determinados pela Portaria nº 2.914 do Ministério da Saúde. Quando isso não acontece, o bem-estar da sociedade é colocado em risco.

Portanto, um técnico de manutenção precisa conhecer os critérios adotados pelo mercado e aplicar as metodologias de qualidade na instituição.

Este post mostra informações que não podem ser deixadas de lado em seu planejamento. Continue a leitura!

Quais são as etapas do tratamento de água?

Os processos realizados em uma ETA não são fáceis. É preciso fazer um estudo aprofundado sobre a população a ser abastecida, a taxa de crescimento das cidades e suas necessidades industriais e contar com profissionais preparados. Após isso, você tem as informações necessárias para projetar um sistema adequado à comunidade.

A situação convencional é composta das seguintes unidades:

Captação

Momento inicial em que a água é captada das represas. Ela passa por um conjunto de grades que retêm elementos macroscópicos, como animais mortos e folhas. As partículas que são menores e não se depositam no fundo não são facilmente removidas nessa etapa, como as argilas e as areias.

Coagulação

Ao adicionar cal hidratada e sulfato de alumínio, é possível aglomerar as partículas que não são removidas na captação. Essa técnica aumenta o volume e o peso dos elementos, fazendo com que o empuxo — a força gravitacional — possa agir.  Além disso, a água é agitada rapidamente, a fim de juntar as sujeiras.

Floculação

Como o seu próprio nome sugere, a água é agitada lentamente para permitir a criação de flocos de sujeira. Pás motorizadas são responsáveis por essa rotação, sendo essencial para o próximo passo.,

Decantação

Após os processos anteriores, a água precisa ficar parada. Com isso, os flocos são depositados pelo empuxo, formando lodo no fundo dos tanques de decantação. Esse material é conduzido aos tanques de depuração e podem ser transformados em adubo.

Filtração

Com a retirada das partículas maiores, a água passa por um filtro formado por areia, cascalho e carvão mineral. Dessa maneira, é possível retirar os micro-organismos e os flocos que não foram decantados na última etapa.

Cloração

Apesar de estar limpa e livre de flocos, a água pode conter micro-organismos que causam doenças no ser humano. Portanto, o cloro é adicionado para eliminar qualquer tipo de resíduo, destruindo algas, bactérias e patógenos.

Além disso, as últimas etapas do tratamento consistem em:

  • fluoretação: as redes que abastecem as grandes cidades recebem a adição de flúor, elemento que ajuda a evitar as cáries dentárias;

  • reservação: antes de ser distribuída, a água tratada é armazenada em reservatórios em locais altos e próximos às cidades;

  • distribuição: momento em que as residências recebem a água pronta para o consumo humano.

Por que a manutenção em Estação de Tratamento de Água é importante?

A linha de produção industrial não pode parar repentinamente, certo? Quem não se prepara adequadamente acaba perdendo qualidade no serviço porque imprevistos e problemas podem acontecer.

Portanto, a manutenção em uma ETA é imprescindível nesses momentos. Imagine que a pressão em uma adutora está abaixo do nível normal. Se nada for feito antes de sua ruptura, várias pessoas podem ficar sem o abastecimento de água.

Além disso, a manutenção desse tipo de sistema ajuda a combater vazamentos, contaminações e diversas as outras adversidades.

Como funciona um Centro de Controle e Operação (CCO)?

Com o passar dos anos, várias metodologias foram introduzidas nos processos de tratamento e manutenção de uma ETA. Hoje em dia, existem várias possibilidades para otimizar o serviço — e a utilização de um CCO é um dos seus principais exemplos.

Ele é formado por um centro de monitoramento das atividades da estação de tratamento, com computadores e sistemas automatizados. Ao utilizar tecnologias corretas, é possível comandar automaticamente todo os trabalhos realizados na ETA, inclusive aqueles relacionados à manutenção.

Além de facilitar a descoberta de falhas, o CCO é muito importante para diminuição das despesas em uma gestão. As perdas de um sistema de abastecimento são representadas pela diferença entre o que foi tratado e registrado nos hidrômetros dos consumidores. A falta de precisão na medição desses valores é a principal causa do desvio de verbas e insumos na produção.

Qual é o papel da telemetria?

Quem trabalha com manutenção está acostumado a ser solicitado em situações emergenciais, não é mesmo? Nessas horas, é preciso agir com precisão e eficiência, resolvendo o problema no menor tempo possível. Contudo, esse setor não pode ser lembrado apenas nessas situações.

Portando, uma gestão de sucesso monitora o desempenho de cada equipamento e sistema em tempo real. A telemetria é uma tecnologia que proporciona esse acompanhamento. Ela fornece dados a partir de coletas realizadas com sensores instalados nas máquinas industriais.

A sua principal vantagem está relacionada à possibilidade de antecipar falhas ao detectar, por exemplo, vibrações excessivas em um determinado motor.

Em outras palavras, a telemetria ajuda a superar desafios e agilizar as tomadas decisões, possibilitando a redução dos custos e a melhora do desempenho da gestão.

É possível otimizar essas tarefas?

planejamento de manutenção em Estação de Tratamento de Água precisa considerar várias questões ao ser formulado. Os critérios químicos e físicos dos componentes da água indicam se ela é potável ou não. Além do mais, a quantidade tratada precisa ser adequada à demanda da população abastecida.

É imprescindível utilizar um sistema de gestão e controle de manutenção. Essa ferramenta amplia o seu campo de visão e fornece informações, em tempo real, sobre o funcionamento de cada máquina. Não se esqueça de que uma ETA só desempenha a sua função corretamente quando todos os setores trabalham em conjunto.

Uma simples falha no sistema de captação, por exemplo, atrapalha a realização de todas as etapas seguintes. Portanto, você deve utilizar um software flexível e que facilita a sua rotina de trabalho com várias funções, como:

  • emissão e cadastro de ordens de serviço;

  • criação de histórico de eventos;

  • controle de consumo de materiais;

  • relatórios e gráficos simplificados;

  • módulo mobile;

  • solicitação de serviço via web.

Então, não perca mais tempo: entre em contato com a nossa empresa e descubra como o Engeman pode ser a solução para os problemas que atrapalham a manutenção em Estação de Tratamento de água!

$0fmypfy17n4 - Importância do controle da manutenção em Estação de tratamento de água  $jyiiuziavzq - Importância do controle da manutenção em Estação de tratamento de água    $nza322fswpg - Importância do controle da manutenção em Estação de tratamento de água

Share This