Entenda como programar manutenção sob condição de ativo

A metodologia RCM, Manutenção Centrada em Confiabilidade (MCC), se concentra no esforço sistemático para o planejamento da manutenção de um negócio.

A manutenção e a gestão de ativos são assuntos que andam lado a lado no caminho para o sucesso de uma empresa. É impossível alcançar resultados positivos quando as duas variáveis não são utilizadas de maneira correta. Dessa forma, as empresas buscam novas técnicas para aprimorar as suas rotinas de trabalho. O uso de novas tecnologias e softwares para gestão e controle de manutenção é essencial nessas horas como o RCM (Reliability Centered Maintenance).

O conceito de RCM (Reliability Centered Maintenance) também é outro ponto extremamente importante. Mas você sabe o porquê disso? Este post vai ajudá-lo a entender tudo sobre o assunto. Vamos explicar os pontos mais importantes e tirar as suas dúvidas. Confira!

O que é RCM – Reliability Centered Maintenance?

A metodologia RCM, Manutenção Centrada em Confiabilidade (MCC), se concentra no esforço sistemático para o planejamento da manutenção de um negócio. Ela considera as questões de confiabilidade e segurança de um ativo.

É necessário avaliar os requisitos de manutenção e padrões de performance relacionados às falhas operacionais. De uma forma bem simples: a MCC tem como objetivo entender as causas e saber de que forma uma falha pode ocorrer em uma empresa.

Ela teve a sua origem na década de 1960, na indústria aeronáutica norte-americana. Por causa dos resultados positivos, ela foi adaptada aos outros setores. É possível criar um planejamento para evitar essas situações ao ter esses dados em mãos. Por isso, ela ganha cada vez mais espaço entre as empresas de sucesso no mercado.

Quais são os seus benefícios?

Existem, de fato, várias vantagens para a aplicação da metodologia RCM em uma empresa. O aumento da disponibilidade dos equipamentos e da produtividade são os primeiros efeitos sentidos em uma gestão que a aplica.

Além do mais, a vida útil de cada ativo também é ampliada, já que cada equipamento é acompanhado e reparado antes das falhas acontecerem.

A redução de despesas e o cumprimento dos prazos de entrega também são outras questões garantidas por essa prática. Lembre-se também de que ela traz resultados positivos em outras áreas do negócio, como:

  • redução do número de acidentes;

  • melhoria do orçamento da empresa;

  • maior segurança para a equipe de trabalho;

  • melhoria na qualidade dos serviços.

Os registros gerados pelo RCM criam um excelente banco de dados sobre a sua produção. Essas informações são valiosas para a tomada de decisões eficientes e que mudam o rumo do negócio.

Por isso, busque novas informações e não deixe de atualizar o banco de dados sempre que algum novo evento acontecer, pois coletas erradas resultam em previsões fora do contexto.

O trabalho em equipe também é outro ponto que merece destaque. O RCM motiva os trabalhadores e mostra a importância que cada um deles tem. A integração entre equipes e o compartilhamento de informações são cruciais para a formação de um time sólido e pronto para solucionar os problemas na manutenção e gestão de ativos.

Qual é o passo a passo para aplicá-la?

Não existe mágica para aplicar a manutenção centrada na confiabilidade. Como cada empresa tem objetivos e processos diferentes, é necessário fazer uma análise diferenciada em cada momento.

Entretanto, há um procedimento padrão para todas as situações. Antes de tomar qualquer atitude, você deve responder às seguintes perguntas:

  • Quais são as funções e padrões de performance do ativo no seu contexto de operação hoje em dia?

  • Como ele falha em suas funções?

  • Quais são as suas causas?

  • Quais são as consequências geradas? De que forma elas impactam nos resultados da empresa?

  • O que pode ser feito para prevenir cada um desses problemas?

O conjunto de respostas vai definir quais são os próximos passos em seu trabalho.

Qual é o papel da manutenção preditiva?

Quem acompanha o nosso blog conhece os diversos tipos de manutenção que existem atualmente. Cada um deles tem características que devem ser aplicadas em casos especiais, porém, aqueles que previnem um problema apresentam melhores resultados.

Dessa forma, a manutenção preditiva ganha grande destaque. Ela leva o ativo ao seu máximo, realizando a manutenção antes de precisar de uma ação corretiva. Isso parece óbvio, mas muitos profissionais se esquecem disso e preferem tomar alguma atitude quando um equipamento para de funcionar, por exemplo.

Nessas situações, toda a linha de produção pode ser paralisada, o que afeta a produtividade de todos.

Então, é fundamental realizar a coleta de informações constantemente, a fim de monitorar o desempenho das máquinas e de todas atividades sob a sua supervisão. O planejamento facilita a coleta de dados e a emissão de ordens e serviço para toda a equipe.

Quais são as melhores dicas para o planejamento e controle de manutenção sob gestão de ativos?

Implementar uma nova técnica em um negócio é uma tarefa complicada. Geralmente, a equipe já está em uma rotina e não deseja alterá-la. Porém, é fundamental compreender a necessidade de mudanças e da aplicação de técnicas mais avançadas e eficientes.

Aplicar a manutenção centrada na confiabilidade requer muito tempo e dedicação. Por isso, crie um time especializado, envolvendo profissionais de todas as áreas. Com isso, é possível ter um ponto de vista diferenciado sobre um mesmo problema e encontrar soluções com mais facilidade.

Saiba que cada ativo deve ser programado em datas, períodos e pontos acumulativos de acordo com as características de suas atividades. Além do mais, você também pode basear as suas decisões em critérios preditivos e pela quantidade de ocorrências.

De qualquer forma, o programador da manutenção e gestão de ativos deve confiar nas especificações dos fabricantes e na experiência que ele tem, sempre buscando a melhor programação possível.

Tenha em mente também que é válido buscar ajuda especializada com uma consultoria. Desse modo, você contará com um parceiro de trabalho pronto para solucionar os problemas e poderá utilizar todo o know-how de mercado que ele tem. Então, faça uma pesquisa de mercado e encontre um que esteja alinhado aos seus objetivos e prove o seu valor na instituição.

E então, o que você achou do nosso conteúdo? Entendeu como programar manutenção e gestão de ativos em sua empresa? Agora, siga as nossas redes sociais e fique por dentro do que há de mais moderno sobre o setor de manutenção: estamos no Facebook, LinkedIn!

$0fmypfy17n4 - Entenda como programar manutenção sob condição de ativo  $jyiiuziavzq - Entenda como programar manutenção sob condição de ativo    $nza322fswpg - Entenda como programar manutenção sob condição de ativo

Deixar comentário.

catorze + 3 =

Share This