NBR 5419: o que é, aplicações e atualizações da norma da Proteção Contra Descargas Atmosféricas

Aprenda neste artigo a NBR 5419, o que é, suas aplicações e atualizações. Confira!

Aprenda neste artigo, a NBR 5419, a norma da Proteção Contra Descargas Atmosféricas, suas aplicações e atualizações.

Descargas atmosféricas são eventos complexos que intrigam os cientistas devido à dificuldade em compreender completamente seus aspectos físicos e os danos associados. A preocupação com os impactos destrutivos desses fenômenos nos leva à busca constante por formas eficientes de proteção.      

Para lidar com isso, temos regras técnicas, como a ABNT NBR 5410 e 5419, que tratam de instalações elétricas e proteção contra raios. A NBR 5419 foca em critérios para projetos de proteção contra raios, considerando até mesmo os danos aos aparelhos eletrônicos.

Além das medidas de proteção conhecidas, esta norma, que foi atualizada em 2015, cuida para que os equipamentos dentro de uma estrutura também estejam seguros contra os efeitos dos raios. Portanto, aprenda neste artigo, o que é a NBR 5419, suas aplicações e atualizações. Confira!  

Compartilhe!

O que é a NBR 5419?

A NBR 5419/2015 – Proteção Contra Descargas Atmosféricas é uma norma técnica brasileira que foi desenvolvida pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e que estabelece as diretrizes para o projeto, a execução, a inspeção e a manutenção de Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas (SPDA). 

A partir dela são definidas as regras e os critérios técnicos para proteger as edificações e estruturas contra os efeitos dos raios, minimizando os danos que eles causam. Portanto, todo projeto elétrico precisa se atentar ao cumprimento desta norma

A NBR 5419 foi necessária devido ao crescente custo associado às falhas de sistemas elétricos causados pelos efeitos das descargas atmosféricas. As descargas atmosféricas podem causar danos severos em uma estrutura como danos ao ser vivo devido aos choques elétricos, fogo, explosão, falhas de sistemas internos, etc.

Qual o objetivo da norma NBR 5419?

A NBR 5419 tem como objetivo garantir a segurança das edificações, das estruturas e das pessoas contra os efeitos das descargas atmosféricas, colaborando para minimizar acidentes e danos, como incêndios. Ela especifica os requisitos que devem ser cumpridos para o correto dimensionamento e instalação dos sistemas de proteção contra descargas atmosféricas.

A norma estabelece medidas para:

  • Análise de risco: A norma requer uma análise de risco antes de qualquer instalação de sistema de proteção contra descargas atmosféricas, para determinar a necessidade e o nível de proteção adequado para a estrutura em questão.
  • Proteção física: Isso pode incluir a instalação de para-raios, mastros de aterramento e sistemas de aterramento para direcionar a energia das descargas atmosféricas de forma segura para o solo.
  • Proteção de equipamentos: A norma estabelece a necessidade de proteção de equipamentos sensíveis contra sobretensões induzidas por descargas atmosféricas. Isso pode ser alcançado através do uso de dispositivos de proteção contra surtos (DPS) instalados nos circuitos elétricos.
  • Manutenção regular: A norma recomenda inspeções e manutenções periódicas em todos os componentes do sistema de proteção contra descargas atmosféricas e sobretensões para garantir sua eficácia contínua.
  • Certificação e conformidade: Todos os componentes do sistema de proteção devem atender aos padrões de qualidade e segurança estabelecidos pela norma.
  • Treinamento e conscientização: A norma enfatiza a importância de treinamento adequado para os profissionais responsáveis pelo projeto, instalação, manutenção e inspeção dos sistemas de proteção contra descargas atmosféricas, bem como para os ocupantes das estruturas protegidas.

No contexto de trabalhos de manutenção, a adesão rigorosa às diretrizes estabelecidas pela NBR 5419/2015 é fundamental para assegurar a eficácia contínua dos sistemas de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) e medidas de proteção contra surtos (MPS). A revisão extensiva da norma, considerando diversos fatores de risco, representa um avanço significativo na avaliação de potenciais danos e na implementação de medidas preventivas.

Onde a NBR 5419 é aplicada?

A NBR 5419 é aplicada nas seguintes estruturas:

  • Estruturas comuns que possuam fins industriais;
  • Comerciais;
  • Residenciais;
  • Administrativos ou agrícolas;
  • Antenas externas; 
  • Chaminés de grande porte;
  • Aterramento de Guindastes e Gruas;
  • Estruturas que contenham líquidos ou então gases inflamáveis.

Qual a estrutura da NBR 5419?

A ABNT NBR 5419/2015 mantém a estrutura da norma internacional IEC 62305/2010, composta por quatro documentos normativos e seus anexos:

  • Parte 1 – Princípios Gerais: é a parte mais abrangente, que apresenta os princípios gerais, critérios e medidas de proteção contra descargas atmosféricas. Ela estabelece os requisitos básicos que devem ser seguidos para proteger edificações e estruturas contra os efeitos das descargas atmosféricas.
  • Parte 2 – Gerenciamento de Risco: esta parte é focada na gestão do risco devido às descargas atmosféricas. Ela fornece orientações sobre como avaliar o risco de danos causados por raios em estruturas e como implementar as medidas de proteção de acordo com esses riscos.
  • Parte 3 – Danos Físicos às Estruturas e Perigo à Vida: esta parte trata dos requisitos para o sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA). Ela detalha os critérios de projeto, instalação e manutenção dos sistemas de proteção contra raios.
  • Parte 4 – Proteção de Sistemas Elétricos e Eletrônicos: está relacionado à parte anterior, fornecendo orientações específicas sobre o sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), focando na proteção dos equipamentos elétricos e eletrônicos contra os efeitos prejudiciais das sobretensões induzidas por descargas atmosféricas.

A maior parte do texto da nova norma permanece fiel ao texto da IEC 62305/2010, especialmente nas partes 1 e 4. Nesta versão, a atenção não está apenas no Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA), mas sim em um conceito mais amplo de Proteção contra Descargas Atmosféricas (PDA), complementado pela área específica de proteção que aborda as Medidas de Proteção contra Surtos (MPS). 

Essa mudança aprimorou significativamente a norma, considerando vários fatores essenciais para cálculos de riscos e proteção.

Principais Diferenças entre as versões 2005 e 2015

A diferença é evidente logo de início pelo volume, com o número de páginas aumentando de 42 para 309, representando um aumento significativo. Além disso, a versão de 2005 era um único volume, enquanto a versão atual foi dividida em 4 volumes.

  • Parte 1 – Princípios Gerais: o foco é no fenômeno das descargas atmosféricas, definindo parâmetros das correntes dessas descargas, fundamentais para regras de proteção e dimensionamento de componentes. A introdução destaca a importância de cada parte da NBR 5419/2015 e a conexão entre elas. Conceitos como a zona de proteção contra raios, antes presente apenas em normas internacionais, são agora abordados na Parte 1.
  • Parte 2 – Gerenciamento de Risco: traz as maiores mudanças na proteção de estruturas contra descargas atmosféricas. O estudo de vários parâmetros das estruturas e suas redondezas indicará as medidas de proteção necessárias para garantir que os riscos permaneçam dentro de valores toleráveis. Em comparação com a versão anterior, que avaliava principalmente a área de exposição equivalente, a nova versão considera uma gama mais ampla de danos, incluindo ferimentos, danos físicos e falhas em sistemas elétricos e eletrônicos.
  • Parte 3 – Danos Físicos às Estruturas e Perigo à Vida: está mais relacionada com a norma anterior, abordando critérios de projeto, instalação e manutenção do SPDA. As mudanças incluem fechamentos de meshes no método das malhas, apresentação visual mais clara do método dos ângulos e especificações detalhadas para condutores de captação, descida e aterramento.
  • Parte 4 – Proteção de Sistemas Elétricos e Eletrônicos: estabelece critérios técnicos para as Medidas de Proteção contra Surtos (MPS) em instalações e equipamentos, visando evitar perdas de equipamentos, informações, acidentes pessoais, explosões ou incêndios. A norma recomenda a definição de zonas para dimensionar as MPSs adequadas em função dos riscos em cada área, otimizando os custos de implementação.

Em resumo, a ABNT NBR 5419/2015 representa um avanço significativo, considerando uma abordagem mais abrangente e eficaz na proteção contra descargas atmosféricas.

Qual a relação entre a NBR 5419 e NR 10?

Outra norma que tem relação com segurança em instalações elétricas é a NR 10. Porém cada norma possui focos diferentes. A NBR 5419 traz um direcionamento na proteção contra as descargas atmosféricas enquanto que a NR 10 foca na segurança dos trabalhadores que lidam com eletricidade, abrangendo desde medidas de proteção de acidentes até a capacitação para o trabalho com sistemas elétricos.

  • NBR 5419: esta norma técnica estabelece os critérios e procedimentos para o projeto, implantação, inspeção e manutenção de sistemas de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), visando à proteção de edificações, estruturas e pessoas contra os efeitos das descargas atmosféricas.
  • NR 10: esta norma regulamentadora do Ministério do Trabalho estabelece os requisitos e condições mínimas para garantir a segurança dos trabalhadores que interagem em instalações elétricas e serviços com eletricidade.

Saiba mais em NR-10: Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade – Riscos, Medidas de Controle e Procedimentos para a Manutenção

Conclusão

A norma ABNT NBR 5419 desempenha um papel crucial na garantia da segurança de estruturas contra descargas atmosféricas, oferecendo uma abordagem aprimorada e abrangente em comparação com versões anteriores. Sua importância é evidente na proteção não apenas contra danos físicos, mas também na preservação de vidas, bens culturais e sistemas elétricos.  

No cenário da manutenção, ferramentas especializadas, como o Engeman®, desempenham um papel crucial no suporte aos trabalhos do setor. O Engeman® oferece recursos avançados para o gerenciamento eficiente de ativos e a programação de atividades de manutenção preventiva, garantindo que os sistemas de proteção estejam em conformidade com as exigências da norma. Além disso, a capacidade de analisar dados e gerar relatórios detalhados no Engeman® facilita a tomada de decisões informadas, otimizando a eficiência dos processos de manutenção.

Em síntese, a aplicação diligente da ABNT NBR 5419/2015, aliada ao suporte de plataformas como o Engeman®, não apenas assegura a conformidade normativa, mas também fortalece a resiliência das estruturas contra descargas atmosféricas, contribuindo significativamente para a segurança e integridade dos ambientes e equipamentos.

Para mais informações sobre como a nossa ferramenta pode auxiliar no cumprimento da NBR 5419, solicite uma demonstração gratuita e tire todas as suas dúvidas com nossos especialistas!

    SOLICITE UM ORÇAMENTO DO SOFTWARE ENGEMAN®.

    Siga-nos