Gestão da Manutenção: desafios na implantação

A gestão da manutenção traz inúmeras vantagens, no entanto, alguns desafios podem surgir durante a sua implantação. Continue a leitura para saber mais.

desafios-na-implantacao-da-gestao-da-manutencao-engeman

A gestão da manutenção traz inúmeras vantagens, e vem se tornando um ponto-chave na gestão de várias empresas. É assim tratada pois uma gestão estratégica é parte fundamental do sucesso de uma empresa.  Para isso, a implantação de uma gestão da manutenção deve ser bem estruturada para que o negócio colha os resultados esperados.

O setor da manutenção não pode mais ser visto como prejuízo, dele depende o sucesso da empresa pois sem o adequado funcionamento das máquinas e equipamentos, a produção tende a parar suas atividades.

No entanto, alguns desafios na gestão da manutenção podem surgir durante a sua implantação. Alguns deles se manifestam a partir de velhas crenças em relação ao ambiente de manutenção e seu entorno. Continue conosco e saiba quais são estes desafios na implantação da gestão da manutenção. 

Compartilhe!

O que é gestão da manutenção?

Antes de mais nada, vamos definir o que é a gestão da manutenção. Imagine que no seu setor de manutenção cada colaborador faz o que ele “acha” correto ou implementa nas  máquinas conhecimentos engessados que foram utilizados há muitos anos sem as devidas atualizações? A empresa teria aí um sério problema, pois seria um setor sem o devido direcionamento para as tomadas de decisões. Portanto, aí entra o papel do gestor. 

A gestão da manutenção é a estratégia que tem a função de direcionar todas as decisões do setor. O gestor da manutenção avalia as melhores práticas, supervisiona a ação dos manutentores, analisa os indicadores de desempenho para decidir os melhores planos de manutenção utilizados, se corretiva, preventiva, preditiva, etc. Sendo assim, o sucesso deste setor depende de uma boa gestão da manutenção e, consequentemente, da empresa.  

Qual a importância da gestão da manutenção?

Uma gestão da manutenção adequada e eficiente tem influência direta na produção da empresa. Já pensou seus equipamentos pararem bem no meio de um grande pedido? O cumprimento do contrato e até mesmo a qualidade dos produtos pode ficar comprometida. Por isso, uma gestão de manutenção bem estruturada é tão importante dentro da empresa. Suas vantagens ainda são: 

  • Redução de custos e erros na manutenção;
  • Otimização dos processos;
  • Redução nas paradas de produção;
  • Redução de acidentes;
  • Aumento da vida útil dos equipamentos;
  • Melhor controle dos indicadores de qualidade;
  • Estruturação completa do planejamento;
  • Direcionamento adequado das intervenções nos equipamentos, entre outros.

Ter um gestor de manutenção com expertise pode significar um grande avanço para este setor pois todas as suas decisões serão focadas em conhecimentos técnicos e que levarão esses e outros benefícios para o seu negócio. 

Desafios mais comuns na gestão da manutenção

Os gestores da manutenção enfrentam desafios que em alguns momentos impactam inclusive nas suas estratégias. É uma área desafiadora pois o resultado do bom trabalho da manutenção se reflete na disponibilidade das máquinas, na lucratividade, na segurança dos colaboradores, na qualidade dos produtos, etc. Os gestores de manutenção enfrentam alguns desafios, mesmo com o advento da tecnologia. Podemos citar, por exemplo:

  • Falta de automatização dos processos: sim, em plena era da tecnologia ainda há empresas que não se adaptam à tecnologia para automatizar os seus processos. Os gestores precisam trabalhar com os dados muitas vezes dispostos em planilhas. Isso compromete a confiabilidade dos dados e pode colocar em xeque as decisões do gestor. 
  • Falta de capacitação da equipe: a falta de capacitação da equipe pode levar a reflexos como atrasos na aplicação de novas tecnologias por exemplo. Em um mercado altamente competitivo, gestores que não contam com uma equipe capacitada enfrentam problemas para a sua tomada de decisões. Para aprofundar um pouco mais neste assunto, leia Pilares da TPM: 6º- Educação e Treinamento
  • Falta de históricos de manutenção: a falta de uma base de dados confiáveis dificulta a construção de estratégias sólidas pelo gestor de manutenção;
  • Falta de relatórios precisos: complementando ao item anterior, a falta de histórico das manutenções dificulta a obtenção de relatórios confiáveis para a análise e controle dos indicadores de desempenho, o que compromete os resultados a longo prazo do setor de manutenção.

Há outros desafios enfrentados no dia a dia pelo gestor de manutenção, de acordo com a realidade de cada empresa e o tipo de manutenção utilizado. Portanto, contar com uma gestão eficiente é uma necessidade dos setores e a sua implementação também enfrenta alguns desafios que devem ser resolvidos para obter um setor de manutenção eficiente. 

Como fazer uma boa gestão de manutenção?

Depois de entender que toda empresa precisa de uma gestão da manutenção eficiente para obter resultados satisfatórios, vem o desafio da sua implantação. Todo processo passa por várias fases e os desafios precisam ser encarados para que a gestão seja implantada com sucesso. Dentre os mais comuns, podemos citar: 

  • Manutenções preventivas: 

As Manutenções preventivas são caras e difíceis de programar: esse pensamento é comum em ambientes onde só são executadas manutenções corretivas, pois, normalmente, acreditam que parar um equipamento para realizar uma manutenção preventiva é caro e inviável. Isso não é verdade. Caro é contar com a sorte para produzir e garantir a disponibilidade dos equipamentos. 

Todavia, as paradas de manutenção podem ser programadas com antecedência e suas datas de execução podem e devem ser discutidas com outros setores, com o auxílio de um cronograma de manutenção.

Em ambientes onde há pouca ou nenhuma informatização, normalmente gastam-se horas para se extrair e analisar informações. De nada adianta um grande volume de informações se elas forem estáticas, ou de difícil compreensão. 

  • Software especialista:

Com um software especialista em manutenção, gráficos, relatórios e indicadores de manutenção são obtidos em segundos.

Mesmo que os custos de implementação de um software especialista em manutenção possam ser altos, um dos objetivos da implantação de um software especialista em manutenção é a redução de custos. Em alguns casos essa redução de custos ultrapassa os 50%! Em pouco tempo os custos de implementação serão pagos somente com a redução de custos.

Além do mais, existem os ganhos com o aumento da produção e com a maior durabilidade dos equipamentos.

O software especialista em manutenção não é um software de balcão, portanto existe um acompanhamento.

Entretanto, as informações devem ser em tempo real, a partir de qualquer lugar: para um maior dinamismo na gestão da manutenção, conte com softwares especialistas em manutenção que trabalham com soluções móveis, agilizando e permitindo mobilidade na manutenção.

Estes desafios na gestão da manutenção podem ser superados com o auxílio de um software especialista em manutenção e com a devida importância à qualificação das equipes.

Gostou de saber mais sobre os desafios na implantação da gestão da manutenção? Então, continue com a gente e conheça 3 lições com o Júlio Nascif sobre gestão da manutenção!  

    SOLICITE UM ORÇAMENTO DO SOFTWARE ENGEMAN®.

    Siga-nos