O que é a Disponibilidade e como calcular na manutenção

Entenda neste artigo o que é a disponibilidade na manutenção, como calculá-la e como controlar de forma estratégica através de um software especialista.

o que é a disponibilidade na manutenção, como calculá-la e como controlar de forma estratégica através de um software especialista.

Para atender à demanda crescente do mercado e não correr o risco de perder espaço para os concorrentes, as empresas precisam garantir que os produtos sejam entregues na data marcada. Muitas empresas, inclusive, possuem contratos de SLA que determinam o prazo de cumprimento dos contratos.  

Para isso, os equipamentos precisam estar disponíveis para a produção, pois uma falha, além de comprometer as entregas, podem interferir diretamente na qualidade dos produtos. Portanto, manter a disponibilidade integral dos ativos para a cadeia produtiva passa a ser uma estratégia ouro da gestão empresarial.   

No contexto da manutenção, a disponibilidade desempenha um papel fundamental, sendo a eficiência operacional essencial para qualquer indústria. Dispositivos, máquinas e sistemas precisam estar prontos para operar sempre que necessário, evitando períodos de inatividade indesejados que podem resultar em perdas significativas.

Neste artigo abordaremos o que é a Disponibilidade na Manutenção, como calculá-la e como controlar de forma estratégica através de um software especialista. Acompanhe!

Compartilhe!

O que é Disponibilidade na Manutenção?

A Disponibilidade na Manutenção é a capacidade de um sistema ou equipamento estar em pleno funcionamento quando necessário. Ela pode ser afetada por diversos fatores, incluindo a confiabilidade do equipamento, a rapidez com que as falhas são detectadas e corrigidas, e a eficácia das práticas de manutenção preventiva e preditiva.  

A disponibilidade dos equipamentos influencia diretamente na produtividade e na lucratividade de uma organização. Com essa informação, podemos imaginar o caos que poderia ocorrer em um processo produtivo se os ativos não estivessem disponíveis, causando paradas não programadas e grandes transtornos financeiros.

A NBR-5462 trata, além de outros termos, da disponibilidade dos ativos e traz o esquema a seguir sobre o que é a disponibilidade e quando se considera que um equipamento está indisponível.

disponibilidade nbr5462 - O que é a Disponibilidade e como calcular na manutenção

Fonte: NBR-5462

Qual a diferença entre Disponibilidade e Confiabilidade?

Disponibilidade e Confiabilidade são comumente relacionados a uma gestão eficiente, pois o funcionamento correto e o tempo que se pode contar com determinado equipamento tem ligação direta com o sucesso da organização.

Quando se fala em disponibilidade, refere-se à capacidade de um sistema estar em operação durante o tempo desejado ou planejado. Ela leva em consideração tanto o tempo de funcionamento do equipamento quanto o tempo que está fora de operação devido a falhas. 

Já a confiabilidade refere-se à capacidade de um sistema em desempenhar suas funções de forma consistente ao longo do tempo, ou seja, que o equipamento execute suas funções conforme o esperado e sem falhas. 

Como dito, os dois conceitos são fundamentais para a manutenção eficaz e a operação confiável de equipamentos e sistemas em qualquer setor industrial. 

Quais os tipos de disponibilidade?

No contexto industrial, a disponibilidade pode ser classificada em alguns tipos, considerando o tempo que a máquina está em condições de uso ou não. Os tipos mais relevantes na manutenção industrial são: 

  1. Disponibilidade Física: é a disponibilidade que considera o tempo em que o sistema ou equipamento pode funcionar sem falhas. Neste caso não é levado em consideração os tempos de parada para reparos, inspeções e inatividade dos equipamentos. Seria a disponibilidade básica de um sistema ou componente com base em seu design e na ausência de eventos imprevistos que poderiam interferir em sua operação.  
  2. Disponibilidade Inerente ou Intrínseca: é a disponibilidade que considera o tempo de parada para a manutenção corretiva. Este cálculo de disponibilidade é importante para mensurar a eficiência da equipe de manutenção, por exemplo. Neste caso podemos concluir que a disponibilidade dos equipamentos deste grupo é aquela em que eles não estavam em pane. Para o seu cálculo é levado em consideração o MTBF e MTTR
  3. Disponibilidade Operacional: é a disponibilidade que leva em consideração tanto os tempos de parada planejadas como o tempo de parada não planejada como uma falha, manutenção corretiva, manutenção preventiva, etc.. É o cálculo que retrata a probabilidade de um equipamento estar em funcionamento ou em condições de funcionar no período de tempo que a produção espera. Veremos no próximo tópico como é feito o cálculo da disponibilidade operacional, já que é amplamente utilizado no setor de manutenção.

Em diferentes contextos industriais e operacionais, podem ser definidos outros tipos específicos de disponibilidade, dependendo das necessidades e dos critérios de avaliação de desempenho de um sistema ou equipamento.

Como Calcular a Disponibilidade na Manutenção

Para este cálculo vamos utilizar a Disponibilidade Operacional. A Disponibilidade Operacional é importante pois ela ajuda o gestor a entender o tempo que a máquina esteve parada para reparos, e assim é possível desenhar estrategicamente as paradas programadas e não ser surpreendido. 

Este indicador vai determinar se o equipamento está disponível para as ordens de serviços ou solicitações de trabalho ou ainda se ele está em estado operacional ou seja, ela nos diz sobre os tempos de parada na linha de produção. 

Para o cálculo da disponibilidade, observe a seguinte fórmula:

formula disponibilidade - O que é a Disponibilidade e como calcular na manutenção

Observações:

  • No Tempo em Produção é considerado o tempo de operação total, que seria o tempo Calendário Total menos o Tempo de Manutenção Total, considerando que as máquinas operam continuamente, sem tempo ocioso;
  • Nas Paradas Não Planejadas é considerado o Tempo de Reparos Totais no período. 

Por definição de Classe Mundial, o resultado do cálculo de disponibilidade deve ser maior ou igual a 90%.

Qual a importância da Disponibilidade para as empresas?

Como tantos outros indicadores na manutenção, a disponibilidade é fundamental para uma estratégia ousada do gestor de manutenção. Uma vez que o gestor precisa evitar uma parada não planejada, entender quando suas máquinas estão disponíveis evita que a produção sofra perdas e atrasos. Algumas razões para entender a disponibilidade dos equipamentos são:

  • Redução de custo:  Equipamentos que estão frequentemente indisponíveis ou quebram com frequência podem resultar em custos de reparo mais elevados, atrasos na produção e perda de receita. Ao calcular a disponibilidade, é possível identificar áreas de melhorias para reduzir custos operacionais;
  • Planejamento da Produção: Saber a disponibilidade dos equipamentos permite um planejamento mais eficaz da produção. Isso ajuda a evitar interrupções não planejadas que possam afetar a produção e o cronograma de entrega, não afetando o cumprimento dos contratos e impactando diretamente na satisfação do cliente;
  • Melhoria da Confiabilidade: Conhecer a disponibilidade dos equipamentos permite que os gestores identifiquem os pontos fracos nos sistemas e adotem medidas para melhorar a confiabilidade e a durabilidade dos equipamentos. Isso pode incluir manutenção preventiva e investimento em treinamento de operadores;
  • Tomada de Decisão Assertiva: A disponibilidade dos equipamentos fornece dados mais concretos que podem embasar decisões de investimento em novos equipamentos, manutenção preventiva, contratação de pessoal e outras iniciativas de melhoria operacional.

Como garantir a disponibilidade dos equipamentos?

Para alcançar altas taxas de disponibilidade dos ativos, é essencial realizar manutenções preventivas e preditivas, além de ter planos bem definidos e executados, juntamente com um bom controle dos materiais. 

Já imaginou seu equipamento sofrendo uma parada inesperada em fins de semana ou em dias não úteis, e você não possui a peça necessária para a manutenção? Isso pode resultar em um prejuízo muito maior do que o valor da própria peça, destacando a importância da disponibilidade para o uso contínuo.

Portanto, para garantir a disponibilidade dos equipamentos, é necessário estar atento às manutenções e os planos de acordo com as necessidades específicas, como:

  1.   Manutenção preventiva: Realização de inspeções regulares e substituição de componentes conforme um cronograma estabelecido, reduzindo o risco de falhas;
  2.   Manutenção preditiva: Utilização de dados e monitoramento contínuo para antecipar falhas e realizar intervenções antes que ocorram problemas graves;
  3.   Plano periódico: Determinação de um período específico para a execução da manutenção;
  4.   Plano de data específica: Semelhante ao plano periódico, mas com datas fixas, por exemplo todo dia 01 de cada mês ou 20 de dezembro de cada ano;
  5.   Plano acumulativo: Controle através da medição de quantidade acumulada, por exemplo a manutenção irá ocorrer no ativo a cada 200 horas trabalhadas.

Estas são apenas algumas possibilidades de planos que podem ser utilizados para aumentar a eficiência dos seus equipamentos e consequentemente a disponibilidade deles.  

Como o Engeman® trata a disponibilidade do ativo?

É possível criar de forma rápida planos de manutenção e acompanhar os limites estabelecidos neste plano através de coletas que podem ser feitas através do software Engeman®. 

Através do Engeman® Mobile os manutentores podem trabalhar de forma rápida e eficaz colhendo dados até mesmo de forma offline, diminuindo o uso de papel e causando uma redução de tempo já que não será necessário anotar as informações em um papel e depois passar para o sistema ou alguma planilha.

As coletas de dados podem ser feitas ainda através da  integração do Engeman® com sistemas intermediários que realizam estas coletas de forma automática.

Com as coletas, é possível acompanhar os limites de cada plano e o Engeman® permite a definição de alertas quando o percentual estabelecido for alcançado, assim podendo programar uma manutenção em um momento oportuno para você.

Há ainda diversos indicadores como gráficos e relatórios com o cálculo da disponibilidade já pronto. Esses indicadores são calculados através dos dados que são colocados no sistema diariamente, como a abertura de uma ordem de serviço, o tempo gasto para a manutenção daquele ativo e qual foi a interferência daquele equipamento durante a manutenção.

relatorio de disponibilidade na manutencao - O que é a Disponibilidade e como calcular na manutenção

O Engeman® pode ser configurado para a implementação de planos, proporcionando controle e organização eficaz para a execução das manutenções. É possível até mesmo buscar indicadores dos planos, permitindo a visualização prática de relatórios e gráficos com a disponibilidade de cada ativo.

Para mais informações sobre como o Engeman® pode ajudar no controle adequado dos seus indicadores, entre em contato com os nossos especialistas! Entenda todas as possibilidades que o Engeman® pode levar para a sua manutenção!

    SOLICITE UM ORÇAMENTO DO SOFTWARE ENGEMAN®.

    Siga-nos