Manutenção em condomínios: 6 dicas para o sucesso da sua estratégia

A manutenção em condomínios é essencial para manter o adequado funcionamento de todas as instalações. Neste artigo trazemos para você 6 dicas importantes para o sucesso da gestão da manutenção em condomínios. Acompanhe!

manutencao-em-condominios
Compartilhe!

A administração de um condomínio não é uma tarefa fácil. Há condomínios que são verdadeiros bairros, com várias estruturas que precisam ser acompanhadas de perto.

Um fator que também é um ponto de alerta para os síndicos é que são estruturas que muitas vezes são mal cuidados pelos próprios condôminos, o que dificulta um pouco o trabalho da gestão. 

Considerando que manutenção é o ato de manter, cuidar, preservar, podemos aplicá-la também em diversos itens dentro de um condomínio. Esse é um desafio para os síndicos pois o seu trabalho de gerir toda a estratégia de preservação dos ativos requer ferramentas e técnicas que facilitem e corroborem as suas decisões. 

Neste artigo de hoje, trazemos para você algumas dicas para o sucesso da sua gestão da manutenção em condomínios. Veja!

O que é manutenção predial?

A manutenção predial inclui todos os componentes da edificação, como alvenaria, telhado, fechaduras, portões, elétrica, hidráulica, gás, etc. Sendo assim, a manutenção que é realizada em condomínios é a manutenção predial, pois irá zelar por todas as instalações presentes nestes espaços.  

O objetivo da manutenção predial está em oferecer, ao longo de toda a vida útil da edificação, as melhores condições para seus usuários, resistindo ao uso geral do empreendimento e aos agentes que provocam alterações das suas propriedades técnicas originais proporcionando segurança e conforto para os usuários.

Como fazer a manutenção predial em condomínios?

Qualquer edificação, por mais que tenha sido construída a pouco tempo, com a melhor tecnologia e com os materiais mais inovadores, precisa de cuidados para continuar funcionando bem. Inicialmente, é muito importante que a manutenção predial esteja prevista no planejamento do condomínio instituído pelos administradores responsáveis, preconizado em norma pela NBR 5674. 

A seguir mostramos os equipamentos básicos, estruturas e sistemas que praticamente todo condomínio tem e precisa fazer a manutenção:

  • Equipamentos:
    • bombas;
    • elevadores;
    • portões;
    • interfones; 
    • câmeras de segurança.
  • Estrutura e instalações:
    • estrutura predial;
    • instalações elétricas;
    • instalações hidráulicas;
    • instalações de gás;
  • Sistemas:
    • segurança;
    • combate a incêndios;
    • painéis elétricos;
    • telefonia. 

 

Técnicas para o sucesso da manutenção predial em condomínios

Existem algumas técnicas que podem ajudar no sucesso da manutenção predial de seus condomínios. Claro que para cada realidade, os síndicos devem buscar por melhores técnicas que se adequem às necessidades da sua gestão. Porém trouxemos aqui algumas que consideramos essenciais para o sucesso de qualquer condomínio, como:

1) Foco na manutenção preventiva

A manutenção preventiva é uma forma de levar para o condomínio uma manutenção programada, evitando o aparecimento de falhas em operações e equipamentos do empreendimento. 

2) Execução de ações corretivas com urgência

Apesar do cenário ideal envolver as ações preventivas, é inevitável a existência de atividades corretivas em determinadas situações. No entanto, para que os problemas não evoluam com o tempo, é essencial que os reparos sejam executados o quanto antes, para diminuir os riscos aos usuários e evitar uma parada total ou perda do ativo.

3) Atentar-se a todos os espaços da edificação

É comum entrar em uma edificação e observar uma recepção organizada e sem imperfeições, mas ao visitar os ambientes mais afastados é possível constatar a presença de infiltrações, rachaduras e pinturas em mau estado. Para que essa situação não ocorra, é fundamental que a administração predial tenha um olhar criterioso para todos os espaços, desde a entrada até o depósito. 

4) Conservar e limpar faz toda a diferença

Áreas sujas e com odor, vidros marcados, pinturas com falhas e espaços compartilhados desgastados são alguns dos problemas relacionados com conservação e limpeza, os serviços de manutenção predial precisam contemplar essas atividades e utilizá-las como um ponto favorável do imóvel, deixando o empreendimento em excelente estado estético.

5) Não deixar de vistoriar os serviços

O tempo dedicado à elaboração e à revisão do plano de manutenção pode ser em vão se não houver um controle ou uma vistoria adequada dos serviços preconizados por esse documento. Para que isso não ocorra, é fundamental que as atividades de assistência sejam levadas a sério até o fim.

6) Empregar um software de gestão de manutenção

Administrar todos os processos de maneira eficiente é possível a partir de um software de gestão de manutenção, que auxilia o gestor por meio de históricos, ocorrências, custos e outras informações rotineiras que estão ao alcance de um clique. Um software de manutenção proporciona uma redução dos custos de manutenção, melhor planejamento dos custos, redução dos desperdícios, aumento da segurança para os proprietários e usuários, entre outros benefícios.

Conclusão

Manter um sistema de manutenção preventiva e fazer inspeções contínuas vão ajudar o gestor do condomínio a manter tudo em ordem. Todas estas ações podem ser controladas por um sistema de manutenção especialista. O uso da tecnologia pode trazer lucros e aumentar a vida útil dos ativos do condomínio. Isso trará lucros a todos os envolvidos. 

Para isso, conte com um software que você poderá controlar não só a manutenção, mas RH, almoxarifado, veículos, etc. Você sabia que o Engeman® possui um módulo predial, ideal para o controle da gestão da manutenção do seu condomínio? Para conhecê-lo na prática, marque um bate papo com nossos analistas, e veja todas as possibilidades para o seu condomínio!

Expanda seus conhecimentos! Leia também:

    SOLICITE UM ORÇAMENTO DO SOFTWARE ENGEMAN®.

    Siga-nos