Tendências para a manutenção: confira aqui as principais tendências para 2024

Para se destacar da concorrência, é preciso estar atento às tendências e inovações do mercado, e é exatamente isso que vamos falar neste artigo. Continue a leitura e conheça o que está por vir para a manutenção em 2024.

Para se destacar da concorrência, é preciso estar atento às tendências e inovações do mercado, e é exatamente isso que vamos falar neste artigo. Continue a leitura e conheça o que está por vir para a manutenção em 2024.

A manutenção ganhou força durante a Segunda Guerra Mundial, onde a produção  aumentou e foi necessário criar as primeiras equipes especializadas em manutenção. 

De lá para cá, muitas metodologias, conceitos e tecnologias foram criadas, fato é que cada vez mais as empresas estão vendo a importância do setor de manutenção para o sucesso das organizações e isso ganha ainda mais força em 2024.

Para se destacar da concorrência, deve-se estar atento às tendências e inovações do mercado, e é exatamente isso que vamos falar neste artigo. Continue a leitura e conheça o que está por vir para a manutenção em 2024. 

Compartilhe!

Qual o futuro da manutenção industrial?

Durante os anos ocorreram muitas mudanças no setor da manutenção. Desde a indústria 4.0, termo que surgiu na Alemanha em 2012, onde surgiram processos, formas de comunicação e aperfeiçoamento. 

O futuro da manutenção industrial está sendo construído a cada ano que passa por avanços tecnológicos que estão continuamente transformando a maneira como as empresas gerenciam a manutenção industrial. 

Cada ano que passa mais inovações têm sido incorporadas aos processos e otimizando ainda mais os resultados. Com isso, as empresas precisam se adequar para acompanhar o mercado, ou sofrer como resultado de ferramentas obsoletas e que não serão efetivas em pouco tempo.

Algumas tendências e tecnologias têm impactado a manutenção industrial e chegaram para transformar definitivamente o mercado. A seguir listamos algumas tendências para implantar de uma vez por todas no seu negócio! 

IOT – Internet das Coisas

Internet  das coisas ou Internet of Things não é novidade na lista de tendências para a manutenção. Com os avanços da tecnologia, a aplicabilidade da IOT vem ganhando novas versões, fazendo com que os gestores acompanhem as atualizações que visam sempre  a otimização dos custos, aumento da qualidade, confiabilidade e segurança. 

A Internet das Coisas proporciona conectividade entre os equipamentos e dispositivos para a coleta de dados de desempenho. Portanto, a internet das coisas garante integração para uma tomada de decisões ágil. 

Rede 5G no Brasil

A internet 5G chegou ao Brasil com a promessa de aumento da velocidade na transmissão de dados, além de conectar objetos, dispositivos e máquinas gerando mais conectividade e velocidade nas informações.

Para a  indústria, a principal diferença entre as outras redes para a rede 5G é a comunicação máquina-máquina com confiabilidade e rapidez, além da internet das coisas garantindo a conectividade e segurança.

Outro ponto que vai ganhar força com a rede 5G é a robótica, já que as empresas vão poder se conectar a vários dispositivos e sistemas ao mesmo tempo.

Com a internet 5G, as empresas poderão ter uma coleta de dados em tempo real, trazendo maior assertividade na decisão e poderão alimentar algoritmos de inteligência artificial com o objetivo de otimização de custos, tempo e aumento da produtividade da manutenção.

Cibersegurança

Com toda essa conectividade de Internet das Coisas (IoT), inteligência artificial, computação em nuvem e robôs, uma pergunta assombra os gestores: Como fica a segurança dos dados da empresa?

Investir em segurança de dados deve estar no radar não só dos gestores de manutenção, mas da empresa como um todo. A prevenção certamente evitará perdas irreparáveis para a manutenção.

IA – Inteligência Artificial

A inteligência artificial já vem ganhando adeptos no setor da manutenção, pois atua no aumento da qualidade dos produtos e serviços com a redução de custos e tempo de produção, de forma geral, desde o chão da fábrica até processos corporativos. 

O uso da inteligência artificial na manutenção não apenas melhora a eficiência operacional, mas também reduz custos, minimiza o tempo de inatividade não planejado e contribui para a gestão sustentável de ativos. 

A tecnologia continua evoluindo e a cada ano que passa as novas aplicações e aprimoramentos surgem, o que proporciona benefícios adicionais para as operações de manutenção.

A implementação de algoritmos avançados para a análise de dados históricos e identificação de padrões na manutenção proporcionam uma tomada de decisões assertivas. Com os sistemas de aprendizado automático é possível aprimorar os modelos de manutenção preditiva.

Realidade Aumentada

A realidade aumentada envolve o uso de óculos de proteção especializados ou aplicativos de smartphone para sobrepor informações digitais à visão da vida real de uma pessoa em seu trabalho. Com isso, facilita a identificação de peças e componentes, fornecendo informações sobre sua função e processo de substituição.

Portanto, a realidade aumentada na manutenção melhora a eficiência operacional, aumento da segurança, otimização de processos, reduz erros e acelera o processo de manutenção.  

Cloud Computing

Cada vez mais a velocidade da troca de informações na manutenção vai fazer a diferença nos resultados e na competitividade das empresas. A pandemia nos mostrou o quanto a informatização é uma realidade e quem não está preparado ficou extremamente impactado. Não há mais espaço para megas infraestruturas e dificuldades de trocas de dados. 

Com o cloud computing, as empresas não precisam de estruturas gigantescas, visto que as informatizações são salvas na nuvem, promovendo segurança, agilidade e redução de custos. 

Com o ambiente em Nuvem, todos os dados da manutenção ficam armazenados de forma segura e disponível de qualquer lugar, o que possibilita escalabilidade, mais flexibilidade e redução de custos em comparação com a infraestrutura de TI local tradicional.

Sensores

Cada vez mais a manutenção preditiva tem ganhado espaço, e uma das últimas tendências é o uso dos sensores na indústria. Eles coletam dados em tempo real sobre o estado e desempenhos dos equipamentos, o que permite uma abordagem mais proativa da manutenção. 

Sensores de vibração, temperatura, pressão e outros parâmetros monitoram as condições operacionais dos equipamentos, fornecendo dados em tempo real que permitem a identificação precoce de possíveis falhas e defeitos. 

Com os dados coletados, os algoritmos de machine learning podem prever quando um equipamento vai falhar, agendando as intervenções e evitando paradas inesperadas na produção. 

O uso de sensores na manutenção evita a manutenção corretiva e transita para a preditiva, reduzindo custos associados a paradas não planejadas, além de prolongar a vida útil dos equipamentos.

Mas um ponto que o gestor de manutenção precisa ficar muito atento é quanto aos dados coletados. Antes de investir em sensores caros, analise se a sua empresa possui um software que pode tratar corretamente os dados coletados. De nada adianta ter todos os dados, e não ter uma ferramenta que automatize corretamente e permita ao gestor uma tomada de decisões rápida e assertiva. 

Energias Renováveis e Sustentabilidade

Não é de hoje que assuntos climáticos vêm ganhando força em vários cenários da economia. As variações climáticas impactam muito na produção em vários ramos de atividades. Recentemente, vimos os impactos das chuvas em vários estados brasileiros, devastando lavouras, estradas, comércio e indústrias, o que impacta diretamente na economia.

Investir em energias renováveis e sustentabilidade não traz somente benefícios para o meio ambiente, mas também para as empresas, visto que no Brasil, as indústrias que se comprometem em diminuir as emissões de gases e resíduos e se manter dentro do limite estabelecido pelo governo federal adquirem o Certificado de Gestão Ambiental, regulamentado pelo ISO 14000.   

Além disso, com as redes sociais, a proximidade entre consumidores e empresas aumentou. As pessoas  estão preocupadas com o posicionamento das organizações, o que impacta diretamente nas vendas. Portanto, estratégias sustentáveis devem fazer parte não só da manutenção, mas de toda a empresa.  

Qual a melhor estratégia de manutenção?

Como você viu ao longo deste artigo, os avanços tecnológicos continuam trazendo mais opções para a manutenção através de técnicas preditivas. Sem dúvida, a melhor estratégia de manutenção é aquela que reduz custos operacionais e garante a produtividade.  E isso é conseguido com o uso da tecnologia, mais especificamente com softwares especialistas.

A grande dúvida é: seu software consegue gerenciar todas as informações que a tecnologia proporciona para você? Toda a informação em tempo real que é fornecida por sensores e IA (manutenção preditiva) só são realmente bem aproveitados se você tem um software que pode proporcionar relatórios e controles assertivos. Toda a tecnologia disponível, no final, é apenas a ponta do iceberg. 

Com o Engeman® você tem a possibilidade de trabalhar em tempo real com todas as informações dos seus equipamentos. Isso tudo graças à sua capacidade de poder se integrar com qualquer ferramenta. Assim seus dados são enviados para o software e a sua equipe pode trabalhar com um software especialista para a tomada de decisões correta.

Outra funcionalidade muito importante do Engeman® e que o faz ser amplamente reconhecido no mercado é a sua capacidade de flexibilização, ou seja, ele pode ser adaptado e personalizado para atender a todas as necessidades da sua empresa, não importa qual o porte e segmento. 

Com o Engeman® a sua manutenção tem a confiabilidade, mobilidade e conectividade que uma empresa precisa para se destacar no mundo moderno. Conheça nosso software de forma personalizada e gratuita com a ajuda de um de nossos especialistas.

    SOLICITE UM ORÇAMENTO DO SOFTWARE ENGEMAN®.

    Siga-nos