Confira passo a passo de como realizar uma manutenção elétrica industrial

A manutenção elétrica industrial constitui uma parte essencial do funcionamento de uma organização e gerenciando o abastecimento de eletricidade.

A manutenção elétrica industrial constitui uma parte essencial do funcionamento de uma organização, gerenciando o abastecimento de eletricidade para suprir toda a rede e permanecer em plenas condições de uso, evitando gargalos na produção e perdas econômicas consequentes.

Com isso, sem a realização de procedimentos de instalação e manutenção elétrica é muito difícil manter a linha de produção industrial atuando com o máximo de eficiência. A partir disso, os equipamentos são acompanhados de forma preventiva para que não surjam problemas decorrentes de mau uso ou paradas de operação inesperadas.

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo para trazer um passo a passo de como realizar uma manutenção elétrica eficiente, como esse processo funciona e quais são as principais ferramentas necessárias nessa atividade. Acompanhe!

Como funciona a manutenção elétrica industrial?

A manutenção elétrica industrial é responsável pelo bom funcionamento dos serviços que envolvem eletricidade dentro de uma organização. Portanto, essa atividade precisa abranger todos os aspectos de testes, monitoramento, fixação e substituição de elementos em um sistema.

com isso, por ser um serviço que requer um conhecimento técnico elevado e interfere diretamente no funcionamento geral e na segurança de uma indústria, é fundamental que todo o processo de instalação e manutenção elétrica seja realizado por profissionais licenciados com domínio completo da NR-10 e suas afinidades e regulamentos locais.

Os equipamentos são acompanhados de forma preventiva e preditiva. Nesse sentido, a manutenção elétrica abrange áreas diversas da indústria relacionadas com:

  • comunicação digital;

  • máquinas elétricas;

  • geradores;

  • hidráulicas;

  • sistemas de iluminação;

  • pneumática;

  • proteção contra sobretensão;

  • transformadores.

Portanto, quando um processo de manutenção elétrica é realizado de maneira adequada e segue todas as boas práticas da atividade, a indústria recebe uma série de benefícios além do serviço esperado. Então, projetos personalizados em conformidade com as regulamentações vigentes otimizam o uso da eletricidade, trazendo economia e consciência no consumo sustentável.

Qual o passo a passo para realizar a manutenção elétrica industrial?

Um dos principais desafios dos gestores de manutenção de sistemas elétricos é a identificação precoce de problemas em função da falta de medidas preventivas ou preditivas. Essa atividade é considerada essencial dentro do plano estratégico de assistência industrial.

Como exemplo, se um gerador de backup permanecer ocioso até que venha a ser necessário, esse equipamento pode não iniciar devido a diversos fatores, como:

  • o combustível antigo está obstruindo o filtro;

  • as baterias de partida estão sem carga;

  • os interruptores de partida foram deixados no modo errado e estão impedindo uma transição suave para a energia de reserva.

Esses são problemas básicos facilmente identificados e solucionados a partir da manutenção preventiva e que em diversas situações é negligenciada, até mesmo pela confiabilidade natural dos sistemas elétricos.

Para que você não erre na hora de realizar uma manutenção elétrica industrial e estabeleça um plano de ação, desenvolvemos um passo a passo com 9 etapas fundamentais desse processo. Confira!

1. Reconheça a situação atual

Inicialmente, é importante elaborar uma autocrítica da situação atual e acreditar que existe uma maneira melhor de proceder com as atividades industriais. Para isso, é fundamental analisar todos os pontos do ciclo de produção e definir quais são as exigências para proporcionar otimizações.

2. Desenvolva uma visão para o programa de manutenção elétrica

Uma visão para o programa de manutenção elétrica é a definição do cenário futuro em que se deseja alcançar com as atividades de assistência. Com isso alguns exemplos desses contextos estratégicos são:

  • um planejador elétrico será contratado nos próximos três meses;

  • todos os equipamentos críticos terão estratégias de manutenção desenvolvidas em 12 meses;

  • estratégias para equipamentos menos críticos serão desenvolvidas em 24 meses;

  • um sistema para atualização e gerenciamento de desenhos elétricos será desenvolvido e implementado nos próximos 12 meses;

  • todas as estratégias maximizarão o uso da manutenção baseada em condições;

  • comerciantes e outros colaboradores relevantes serão treinados para que possam aplicar efetivamente as estratégias;

  • implementação de dias de inatividade para equipamentos elétricos.

3. Obtenha o suporte do grupo de trabalho elétrico

Também é fundamental discutir os planos com o grupo de trabalho que colaborará com essas ações. Geralmente essas equipes têm um conhecimento melhor sobre a planta da indústria e conseguem fornecer ideias para inclusão na visão do programa, apoiando as decisões e trazendo um sentimento de propriedade entre os profissionais.

4. Obtenha apoio de sua gerência

Quando a gerência não está disposta a apoiar a visão do programa de manutenção, as chances de sucesso são reduzidas significativamente. É muito importante que todo o plano estratégico seja documentado, destacando os benefícios e os possíveis ganhos com essas ações e desenvolvendo confiança para receber críticas e responder perguntas difíceis sobre o processo.

5. Organize os recursos necessários

Para realizar uma manutenção elétrica industrial serão necessários recursos para a implementação efetiva de mudanças. Como parte da visão apresentada à gerência, deve ser esclarecida a indispensabilidade de um investimento para trazer melhorias significativas para o programa de assistência.

A necessidade de um investimento não justifica a contratação de mais pessoas. Reimplantar mão de obra interna ou contratar profissionais em regimento de tempo parcial geralmente faz mais sentido e, à medida que o programa começa a entrar em vigor, os ganhos de eficiência compensarão a perda de trabalho no local.

6. Entenda a importância de seus ativos elétricos

Entender a importância dos ativos elétricos é possível a partir de ferramentas de classificação de criticidade. Apesar de ser um procedimento novo, os profissionais que atuam diretamente nas atividades analisadas têm uma compreensão mais clara sobre o assunto, portanto, deve-se começar pelo gerenciamento dos pontos graves.

7. Reúna o histórico de falhas

Nas empresas estabelecidas existem duas áreas para pesquisar o histórico de falhas, que são o sistema de gerenciamento de manutenção informatizado — CMMS e os operadores e comerciantes experientes. O objetivo dessa etapa é promover uma estratégia de assistência para mitigar os erros de produtividade.

8. Entenda outras causas potenciais de falha

Para ativos novos ou muito críticos, geralmente vale a pena executar uma análise de modos e efeitos de falha ou um processo de manutenção centrado na confiabilidade. Portanto, essas ferramentas determinarão os principais pontos que poderiam apresentar erros e quais seriam os impactos desses problemas, permitindo que decisões sólidas sejam tomadas com base na criticidade do resultado.

9. Desenvolva inspeções de manutenção preventiva

Por fim, deve-se desenvolver inspeções de manutenção preventiva e listar as tarefas que minimizam os modos de falha conhecidos e hipotéticos. Sobretudo, antes de gerar novos planos de assistência é importante concluir a revisão dos documentos atuais.

Portanto, nessa atividade é possível observar que alguns planos de manutenção são adequados para o resultado necessário, enquanto outros terão deficiências caso não sejam revisados regularmente.

As ações desenvolvidas pelos novos planos de manutenção devem ser quantitativas sempre que possível, como o processo de medição do comprimento da escova e sua substituição quando ela apresentar menos de 40 milímetros, por exemplo.

Quais são as ferramentas necessárias para a manutenção elétrica?

Um dos principais desafios para a manutenção elétrica é a natureza das instalações. Pode ser difícil identificar a localização de problemas específicos à medida que o sistema é incorporado ao edifício.

Sendo assim, a ferramenta ou técnica mais comum e essencial na manutenção elétrica é a termografia. A geração de imagens térmicas se tornou cada vez mais importante no setor devido à sua capacidade de identificar problemas nos pontos de conexões e na operação de equipamentos.

Com isso, ao detectar esses problemas com antecedência o processo de manutenção elétrica auxilia na redução de quedas de energia inesperadas e proteção dos equipamentos contra danos. Ademais, é importante escolher produtos compatíveis e de qualidade de acordo com a função e potência que desempenharão no maquinário industrial.

Com uma confiança crescente na coleta de dados e nas máquinas executadas por softwares de computador, a manutenção elétrica é mais vital do que nunca, devendo ser realizada regularmente e de acordo com as instruções dos fabricantes. A falha de um único componente no sistema pode causar tempo de inatividade extenso ou perda de informações.

Sobretudo, a manutenção elétrica industrial constitui uma atividade imprescindível para o bom funcionamento dos equipamentos necessários para a produção. Seguir um passo a passo é muito importante para não ignorar nenhuma etapa e estabelecer um planejamento estratégico bem definido. Os recursos desprendidos para esse setor devem ser encarados como um investimento para a organização.

E então, gostou do nosso artigo com o passo a passo ideal para realizar uma manutenção elétrica industrial de qualidade? Continue conosco para descobrir como fazer um relatório de custos de manutenção e otimize seus processos!

Share This