Controle de Condição de Ativos: o que é e como fazer na manutenção?

Entenda como realizar uma boa gestão do controle de ativos para alcançar a confiabilidade e elevar o desempenho na manutenção.

Controle de Condição de Ativos: o que é e como fazer na manutenção?

Uma boa gestão é aquela que consegue manter toda a produção em funcionamento, garantindo a produtividade da empresa para trazer sempre os  melhores resultados. Para isso, os gestores têm um grande desafio, que é fazer um controle das condições de todos os seus ativos para que os seus objetivos sejam alcançados. É por este motivo que a gestão de ativos é uma das principais aliadas dos supervisores.

Conhecendo a qualidade dos produtos e investindo em uma gestão estratégica, você consegue aumentar a confiabilidade da assistência e potencializar a eficiência das equipes de trabalho. 

Pensando nisso, sempre surge aquela pergunta sobre como realizar uma boa gestão do controle de ativos para alcançar a confiabilidade e elevar o seu desempenho. Conhecendo a complexidade dessa questão, trouxemos este post para responder essa e outras reflexões. Continue e saiba tudo sobre o assunto!

Compartilhe!

O que é gestão de ativos?

O conjunto de ativos é definido de acordo com o que se tem valor para uma organização e pode ser classificado em duas categorias: tangíveis e intangíveis

Podemos considerar ativos tangíveis os equipamentos, veículos, ferramentas, máquinas industriais etc. Já os intangíveis são bens como: conhecimento, patentes, metodologia e afins. Ambas as categorias são imprescindíveis em uma organização e necessitam de controle. 

Como cada ramo de atividade atribui seus valores para os ativos, é importante conhecer bem sua organização para que o controle seja eficaz. A gestão de ativos se encarrega de gerir todos os ativos de uma organização.

Qual o objetivo da gestão de ativos?

Para uma empresa do ramo industrial, seu controle de ‘Ativos’ compreende em administrar os equipamentos, ferramentas, materiais que estão diretamente ligados à produção e utilização do maquinário.  

Uma empresa prestadora de serviço por outro lado, tem como Ativos seus clientes, contratos, mão de obra (interna ou terceirizada) para execução dos serviços. 

Podemos destacar ainda como exemplo o ramo hospitalar que possui equipamentos dos mais diversos tipos como máquina de ressonância, equipamentos de monitoramentos, ares-condicionados para ambientes climatizados que são ativos extremamente necessários para o bom funcionamento de suas atividades. 

Como fazer controle de ativos?

Para realizar a gestão de ativos, você deve seguir alguns passos, como:

  • Capacitar seus colaboradores:

Profissionais capacitados com entendimento no negócio, contribuem com o sucesso da organização. Dê treinamento para sua equipe, prepare todas as ferramentas possíveis para gerir seus ativos. Esses profissionais precisam conhecer os valores e missão da empresa. Envolva-os no processo para que de fato entendam a importância dessa organização para sociedade como um todo.

  • Contabilizar seus ativos: 

Para controlar os ativos é necessário contabilizá-los. Defina suas categorias, utilização, avalie os custos. Tenha inventário confiável, histórico, manuais de conservação. 

  • Definir métodos de conservação:

Com profissionais qualificados que conhecem seus ativos, defina métodos de conservação destes. Manuseio de maquinário, local, tempo de uso, contribuem e muito para o tema abordado. 

Importância da gestão de ativos

Controlar os ativos não se trata apenas de fazer uma contagem da quantidade de equipamentos, materiais, clientes e assim mensurar estoque, serviços, custos financeiros do patrimônio da empresa. Vai muito além dessas verificações que são importantíssimas. 

A gestão de ativos compreende, além de pontuá-los e mensurar valor do patrimônio, prolongar a vida útil desses ativos. Prolongar a vida útil de um ativo só é possível com a manutenibilidade deste. Para isso é importante conhecer os tipos de manutenção e aplicá-los em sua gestão de ativos. 

Se um problema já se instalou ocasionando parada do equipamento, fica óbvio a necessidade de manutenção corretiva.  Já para empresas que entenderam que para uma gestão de ativos eficaz, as boas práticas de manutenção precisam ser incluídas nos métodos de conservação de seus bens. Isso inclui manutenções preventivas e preditivas bem como a manutenção produtiva total (TPM) que são aplicadas quando há um time de engenharia de manutenção. 

Quais os benefícios de prolongar a vida útil de seus ativos?

Normalmente as manutenções corretivas possuem um custo muito elevado, pois muitas vezes não houve um planejamento de custos, materiais e recursos humanos para execução da manutenção. 

Sabendo disso, é cada vez mais comum as organizações avançarem na gestão da manutenção e adotarem métodos de manutenção preventiva, onde se programa manutenções em períodos predeterminados de acordo com a necessidade e critérios de forma planejada e sistemática. 

A grande maioria das empresas, ao chegarem nesse estágio se prendem ao conceito de que se há programação preventiva, está tudo certo, não há o que se preocupar, por já haverem minimizado as corretivas não programadas, estagnam nesse ponto. 

Pois bem, e se dissermos que por mais que seja um avanço aumentarem as manutenções preventivas, o ideal segundo estudos é que ela não ultrapasse 30% das manutenções total? 

Isso significa que para haver um resultado significativo de conservação da vida de seus ativos, é necessário aplicar a manutenção preditiva que utiliza da estratégia de monitoramento, inspeções, controle de vibração, tensão elétrica, horímetro. Aplicando a manutenção preditiva obtém-se a antecipação de qualquer anormalidade antes que uma parada não programada aconteça, principalmente aliado às tecnologias da indústria 4.0.

Essas e outras questões são solucionadas utilizando um software CMMS que, além de gerenciar seus ativos, gerencia também as manutenções. E se o assunto é um software de manutenção, não podemos deixar de mencionar nossa solução Engeman® especialista nesse tema. 

Controle de ativos no software Engeman®

No Engeman® é possível realizar uma gestão de ativos eficiente. Informações detalhadas de seu ativo como registro de centro de custos, tipo de aplicação, especificação, número de série, localização, data de aquisição, data de garantia, criticidade, observações específicas são facilmente registradas. Além de indicadores KPI contendo histórico de O.S abertas, fechadas, MTBF e MTTR, e ainda histórico de movimentações. Tudo para controle de seu ativo.   

Como já destacamos anteriormente, o controle de ativos é bem amplo e envolve vários processos, dentre eles a manutenibilidade dos equipamentos. Detalhes sobre a descrição do plano, se o tipo de manutenção é preventiva, corretiva programada por exemplo, ou ainda qual setor responsável pela execução, quais procedimentos serão executados neste serviço, materiais necessários, tempo estimado para execução estão disponíveis no Engeman®. 

O Engeman® estrutura toda a programação do Plano de manutenção, se ele será realizado periodicamente ou especificamente em uma data, se houver eventos recorrentes, quais ações preciso tomar sobre um equipamento, como definir as manutenções acumulativas para controle de meu horímetro, etc.

Conclusão

A gestão de ativos exige uma expertise e isso é adquirido com muito estudo e experiência. Uma organização que tem em mente a importância e responsabilidade desse controle, buscará sempre aprendizagem contínua otimizando tempo e dinheiro.

O controle de condições de ativos na gestão de manutenção surge como uma peça fundamental para otimizar a eficiência operacional e prolongar a vida útil dos equipamentos. Com a adoção de estratégias avançadas de monitoramento e diagnóstico preditivo, as empresas podem ir além do modelo de manutenção corretiva tradicional para uma abordagem mais preventiva e preditiva. 

Com o software Engeman® a sua empresa consegue realizar um controle assertivo da condição dos seus ativos. Para conhecer mais funcionalidades do Engeman®, entre em contato com a nossa equipe! 

    SOLICITE UM ORÇAMENTO DO SOFTWARE ENGEMAN®.

    Siga-nos