Programação de Manutenção no Engeman®: 3ª – Acumulativa – Manutenção Baseada em Condição (MBC)

Saiba tudo sobre a Programação Acumulativa no Engeman®.

programacao-de-manutencao-engeman-mbc-programacao-acumulativa
Compartilhe!

A programação de manutenção são as ações que ajudam a definir a frequência das intervenções nos equipamentos. Determinar com exatidão as manutenções evita que aconteçam paradas na produção que, convenhamos, não é bom para nenhuma empresa. 

Nos artigos anteriores tratamos das formas de programação por tempo: periódicas e datas específicas. Hoje falaremos de uma forma de programação que começa a introduzir um sistema de Manutenção Baseado em Condição (MBC), mas que ainda pode ser entendida como uma forma de programação periódica, devido a sua característica acumulada. Estamos falando da Programação Acumulativa. Entenda esse tipo de programação e como planejá-lo com a ajuda do software Engeman®. Acompanhe!

Programação Acumulativa

Para que esse tipo de programação seja corretamente executado, uma ação é estritamente importante: a coleta de dados. Essas coletas são baseadas em um ponto de controle, que podem ser cumulativos e de tendência.

O Ponto de Controle é um instrumento utilizado para apurar medições em equipamentos. As unidades de medida para estes Pontos de Controle apuram horas, quilômetros dentre outros fatores que implicam em alguma forma de medir um período em que o equipamento esteja em operação. Eles são essenciais para o planejamento de manutenções cumulativas.

ponto de controle engeman 1024x194 - Programação de Manutenção no Engeman®:  3ª - Acumulativa - Manutenção Baseada em Condição (MBC)

Ponto de Controle Engeman®

As programações de manutenção cumulativas serão controladas através da medição da quantidade acumulada produzida ou utilizada. Exemplo:

  • Manutenções realizadas a cada 250 horas de funcionamento.
  • Manutenções realizadas após uma produção de 20.000 toneladas.
  • Manutenções realizadas a cada 10.000 quilômetros rodados.

A coleta é o registro evolutivo dos valores do ponto de controle, com a data e hora e o valor correspondente ao que está sendo observado no ponto, por exemplo horímetro ou quilometragem. 

De acordo com as coletas, o Engeman® calcula uma reta de tendência projetando a data da próxima manutenção. Ao atingir um valor máximo estabelecido, o Engeman® indicará a necessidade da manutenção através de emissão de ordens de serviços

coletas engeman - Programação de Manutenção no Engeman®:  3ª - Acumulativa - Manutenção Baseada em Condição (MBC)

Coletas Engeman®

O Engeman® gerenciará o processo de emissão de ordens de serviços, quando ocorrer programação de mais de um plano de manutenção, para o mesmo ponto de aplicação, mesmo setor executante e mesma data de realização. Este fato acontece quando os parâmetros de programação são múltiplos, exemplo: 250 horas e 1000 horas. Neste caso, o usuário poderá emitir apenas a ordem de serviço referente ao maior valor acumulado, pois esta poderá englobar as atividades do plano de 250 horas, racionalizando assim a emissão de documentos.

A medição dos dados poderá ser realizada através de apontamentos manuais ou através de equipamentos destinados a este fim. Os equipamentos de medição e coleta de dados poderão estar acoplados diretamente ao ponto de aplicação da manutenção ou poderão ser portáteis para uso em diversos pontos.

O sucesso de utilização deste processo de programação da manutenção será integrar os dados medidos com o Engeman®. Para isto, tanto o sistema utilizado quanto os equipamentos de medição, devem possuir ferramentas que permitam criar esta interface.

Mesmo que os equipamentos de coleta de dados estejam acoplados a outros sistemas, a integração poderá ser realizada via banco de dados ou webservices com o Engeman®. Normalmente, os sistemas que já possuem estes dados são aqueles destinados para planejamento e controle do processo produtivo.

As informações obtidas ao longo do tempo criam uma curva de tendência da variável medida, que deve ser calculada via regressão matemática. Esta curva estabelece uma função matemática de valores x data, possibilitando assim determinar a data futura da manutenção, a partir da data que foi realizada a última manutenção. Se o usuário solicitar cálculos para um período maior, o Engeman® calculará as datas de manutenção dentro do período, baseado na função matemática gerada pelas medições da primeira manutenção. 

tendencia engeman 1024x446 - Programação de Manutenção no Engeman®:  3ª - Acumulativa - Manutenção Baseada em Condição (MBC)

Coleta de Tendência Engeman®

Cuidados necessários para aplicação deste processo de programação

Para realizar a programação por planejamento acumulativo, é necessário tomar alguns cuidados, a saber:

  • As medições devem ser feitas sistematicamente, o que exigirá maior demanda de recursos e de controle das ações. Pode-se criar planos com programação periódica, para controlar este processo;
  • No caso de medições automáticas, verificar a confiabilidade da coleta de dados e prever contingências;
  • Racionalizar a quantidade de pontos de controle do processo;
  • Criar documentos homologados para o processo de coleta de dados manual;
  • Se for aplicado mais de um plano para o mesmo ponto de controle, estabeleça parâmetros de programação que sejam múltiplos;
  • O Engeman® identifica e corrige deflexões na curva de tendência gerada por interrupção prolongada, seguida de retorno de funcionamento do equipamento controlado.

Além de emitir ordens de serviços, o Engeman® permite visualizar as medições e as datas futuras de manutenção.

Ordens de Serviços do Engeman®

Através de medições e digitação dos valores acumulativos, o Engeman® calculará a data de execução da Ordem de Serviço.

O fechamento das O.S.s, reprograma automaticamente a próxima data de execução, não havendo necessidade de se realizar novo startup.

Da mesma forma que a programação periódica, o Engeman® emitirá O.S.s consecutivas, se o período solicitado pelo usuário for longo o suficiente para permitir o processo. Desta forma, a primeira O.S. calculada se baseará em medições reais e as demais, serão calculadas através da função matemática estabelecida na primeira O.S.

programacao acumulativa engeman 1024x284 - Programação de Manutenção no Engeman®:  3ª - Acumulativa - Manutenção Baseada em Condição (MBC)

Programação Acumulaiva Engeman®

Operações da tela:

  • Status da programação: ativo ou não – se for ativo o Engeman® calculará as O.S. para a programação.
  • Aplicação: equipamento ao qual será aplicado o plano de manutenção.
  • Localização (TAG): local onde será aplicado o plano de manutenção, independente da aplicação. Se houver mais de uma aplicação na mesma localização, será gerada uma ou mais O.S. para cada uma delas.
  • Valor limite do medidor produção ou utilização acumulada.
  • Valor limite Anterior do medidor para antecipar o momento da Geração de O.S. funciona somente se o Tipo de Geração O.S. for Coleta Acumulativa.
  • Data da última manutenção: data a partir da qual será realizado o startup do plano.
  • DDS (Dia da Semana): Este campo é apenas informativo. Indica o dia da semana em que ocorreu a última manutenção.
  • Tipo Geração O.S.:
    • Tela Geração: O Engeman® somente irá gerar O.S. na tela de geração de O.S. O cálculo para atingir a meta de manutenção utilizará regressão linear.
    • Coleta Acumulativa: A cada coleta lançada para o ponto de controle o Engeman® irá calcular a diferença do valor lançado e o valor lançado maior ou igual à data de última manutenção. Não será verificado na tela de geração de O.S. 
  • Reprogramar Acumulativa: escolha o tipo de cálculo interno que o Engeman® irá realizar para a previsão de geração de O.S. acumulativa. De acordo com a escolha feita, o Engeman® irá considerar uma das datas abaixo para reiniciar o acumulador do medidor no momento da geração de O.S. como os valores default para as novas relações criadas entre Aplicações e Planos através da Programação Acumulativa. Tanto as programações calculadas pela tela de geração, quanto as geradas automaticamente pela coleta seguirão esta configuração. A data de última manutenção dos planos será atualizada por esta data. As opções são:
    • Data Programada da O.S.: selecione esta opção para inicializar a contagem acumulativa a partir da data programada de uma O.S. fechada, independentemente de sua execução ou data de fechamento.
    • Data de Fechamento da O.S.: selecione esta opção para inicializar a contagem acumulativa a partir da última data do registro de funcionários (se existir) ou pela data de fechamento da O.S. (quando não há registro de funcionários). Desta forma, uma O.S. que tenha sua data de execução bem posterior à data programada, poderá” ajustar” melhor o planejamento.

Caso utilize a opção Priorizar “Sim”, os planos de menor limite obedecerão a configuração determinada pelo plano de maior limite que utilizar o Priorizar “Sim”. Utilizando o Priorizar “Não” a escolha das opções é independente.

  • Startar plano por Limite Fixo: Essa opção é referente somente à Geração de Ordem de Serviço por Coleta Acumulativa e não influencia nas gerações da Tela de Geração. Escolha esta opção para iniciar o plano quando o limite fixo for atingido e não o limite acumulado. Exemplo:
    • Se a opção de limite fixo for Não e o limite do plano for 1500 km, tendo a última manutenção ocorrido com 3300 km, a próxima manutenção só ocorrerá com 4800 km, ou seja, 1500 após a última manutenção.
    • Se a opção de limite fixo for Sim e o limite do plano for 1500 km, tendo a última manutenção ocorrido com 3300 km, a próxima manutenção irá ocorrer com 4500 km pois essa ocorrerá respeitando o limite fixo de 1500, desconsiderando que a última manutenção ocorreu com 300 km de atraso.

Ação:

  • Emitir Alarme: Somente para o tipo Coleta Acumulativa. Ao atingir a meta, o Engeman® mostrará uma mensagem de alarme e perguntará se o Engeman® deverá gerar uma O.S. antecipada para este plano de manutenção. Após a geração da O.S. o usuário ainda poderá imprimir a O.S. gerada ou visualizá-la na tela.
  • Gerar O.S.: O Engeman® irá gerar uma O.S. sem emitir nenhum aviso visual, somente um aviso sonoro.
  • Gerar e Imprimir O.S.: Somente para o tipo Coleta Acumulativa. O Engeman® irá gerar O.S. e depois irá imprimi-la automaticamente.
  • Gerar e Visualizar O.S.: Somente para o tipo Coleta Acumulativa. O Engeman® irá gerar O.S. e depois visualizá-la automaticamente. Esta opção é importante no caso de dar um feedback ao usuário da geração da O.S. Também permite que o usuário envie a O.S. por e-mail ou mesmo imprima em outra impressora diferente do padrão.
  • Priorizar: Se estiver marcado o valor SIM, então planos com periodicidade maior irão priorizar essa relação (caso esta opção esteja marcada na tela de geração de O.S.). Senão, independente da marcação da tela de geração de O.S. para priorizar, o Engeman® não priorizará este plano. Para planos com geração automática pela coleta acumulativa, o Engeman® priorizará somente se esta opção estiver marcada para SIM. Se a opção for NÃO, então o plano sempre será gerado. Somente planos com os mesmos setores executantes serão priorizados.

A priorização de acumulativas não leva em consideração a multiplicidade de valores, como acontece na periódica. No entanto, ao gerar uma O.S. para um plano de maior valor, todas as O.S. de menor valor são priorizadas, caso na relação entre plano e aplicação a opção PRIORIZAR=’SIM’ e no momento da Geração a opção de priorização estiver marcada.

Para visualizar quais são os Planos Concorrentes de uma aplicação basta clicar no botão mostrar programacao concorrente engeman - Programação de Manutenção no Engeman®:  3ª - Acumulativa - Manutenção Baseada em Condição (MBC)  “Mostrar Programações Concorrentes“. 

 

Programação Concorrente

planos concorrentes engeman 1024x392 - Programação de Manutenção no Engeman®:  3ª - Acumulativa - Manutenção Baseada em Condição (MBC)

Planos Concorrentes Engeman®

A programação concorrente implica na geração de O.S. para uma aplicação com um mesmo plano cadastrado em 2 ou mais tipos de programação diferentes. O objetivo é garantir que o sistema gere apenas uma O.S. para este plano e para esta aplicação, ou seja, somente na programação que acontecer primeiro.

O sistema entende por programação concorrente a forma pela qual os planos são associados às aplicações. Por exemplo, associa-se um plano P001 a uma aplicação A001 através da programação acumulativa, para gerar O.S. por exemplo a cada de 500 unidades. Se o mesmo plano P001 for associado a esta mesma aplicação A001 mas pela programação periódica, para gerar O.S. por exemplo a cada 3 meses, na hora da geração o sistema irá checar qual das duas situações irá acontecer primeiro e vai gerar a O.S.

Durante a manutenção, enquanto esta O.S. estiver aberta, não será gerada outra O.S. para esta mesma aplicação e este mesmo plano em nenhuma outra programação, mesmo se já houver atingido o limite para geração. E ao fechar a O.S., todas as programações que contêm este plano e esta aplicação serão reprogramadas de acordo da data programada ou de fechamento desta O.S.

Nos casos acima, o mesmo plano foi associado a uma mesma aplicação, mas em programações diferentes. Consequentemente, o sistema deverá gerar OSs de 7 em 7 dias (periódica) ou toda vez que a coleta acumulativa atingir o limite de 1000 horas (acumulativa). Portanto, suponha que o limite de 1000 horas seja atingido. O sistema irá gerar a O.S. normalmente e enquanto não for fechada, nenhuma outra O.S. periódica com este plano será gerada.

Ao fechar as OSs de um plano concorrente que foram geradas por programação acumulativa, a data de última manutenção será atualizada tanto na periódica quanto na acumulativa e em qualquer outra programação em que este plano estiver associado a esta aplicação.

Um porém é: a programação periódica será reprogramada para o dia da semana da data em que a acumulativa foi programada ou fechada. Isso fará com que o Engeman® não gere O.S. em loop, pois as O.S. geradas pela periódica numa geração anterior não fariam mais sentido, pois o ciclo terá sido alterado. Dessa forma, todas essas O.S. seriam automaticamente canceladas, para que o sistema possa gerar novamente a partir da nova data, seguindo o novo ciclo.

Conclusão

Uau, eu sei, é muita informação, mas, não se preocupe, tudo o que você precisará saber ao usar o Engeman® é que essas ações serão administradas por ele e informadas para você. Por isso é tão importante contar com um software que seja realmente especialista em manutenção.

Nosso time de implantação, desenvolvedores e analistas já passaram por uma série de situações e isso faz com que o Engeman® sempre tenha saídas e soluções para os problemas e situações do dia a dia da manutenção.

No próximo artigo da série, continuaremos no assunto das manutenções baseadas em condição, porém, falando sobre um mundo totalmente orientado ao dado e às preditivas, a Programação por Tendência.

Até lá.

Acompanhe também os primeiros artigos da série:

    SOLICITE UM ORÇAMENTO DO SOFTWARE ENGEMAN®.

    Siga-nos