Pilares da TPM: 3º- Manutenção da Qualidade

A Manutenção Qualidade é feita através de ações para que os equipamentos e a mão de obra que são utilizados em todo o processo produtivo de uma empresa estejam sempre com alta qualidade. Acompanhe este post e saiba tudo sobre o assunto!

Pilares da TPM: 3º- Manutenção da Qualidade

Como foi visto nos dois primeiros artigos da série Pilares da TPM, Manutenção Autônoma e Manutenção Planejada, todos os pilares da Manutenção Produtiva Total visam a obtenção de Falha Zero. O trabalho em conjunto de todos os colaboradores e a correta execução de todas as etapas levam a uma otimização na eficiência da produção de qualquer empresa. 

A Manutenção Produtiva Total não pode ser encarada como uma forma de substituir a convencional manutenção. Todos os passos que são realizados através dela mudam o funcionamento das organizações uma vez que ela envolve vários setores. É imprescindível destacar todos os seus benefícios e explicá-los. 

Neste artigo vamos abordar sobre o terceiro pilar da TPM que é a Manutenção da Qualidade. Nele são realizadas ações para que os equipamentos e a mão de obra que são utilizados em todo o processo produtivo de uma empresa estejam sempre com alta qualidade. Continue lendo e saiba mais sobre este assunto!

O que é a Manutenção da Qualidade?

Para que você possa se tornar cliente de uma empresa, há alguns fatores importantes que você observa, correto? Um dos principais itens que é minuciosamente analisado é a qualidade do produto ofertado. Afinal, ninguém quer pagar por um produto se a sua qualidade não condiz com a necessidade da sua empresa. Para que esta  qualidade seja alcançada de maneira eficiente, todos os processos precisam ser bem avaliados. Qualquer falha encontrada que possa interferir nesta qualidade deve ser eliminada. 

A Manutenção da Qualidade abrange atividades que estabelecem as condições adequadas dos equipamentos para que a qualidade dos produtos não seja comprometida. Estas ações são realizadas para alcançar o defeito zero, ou seja, busca a eliminação de qualquer defeito ou algum retrabalho. Assim é possível evitar  que algum produto saia fora da especificação desejada. 

Estas atividades da Manutenção da Qualidade são muito eficientes no sentido de evitar que sejam produzidos materiais com algum defeito. Estes defeitos nos produtos dizem respeito a aqueles que podem acontecer em consequência de verificações insuficientes nos equipamentos. 

Os problemas que podem interferir na qualidade dos produtos podem acontecer de origens diferentes como:

  • Escolha de materiais de qualidade inferior ou diferente de outras remessas, o que vai interferir diretamente na qualidade do produto ofertado;
  • Pelos equipamentos que podem estar causando defeito ou em algum momento da produção podem estar com alguma falha e consequentemente causar problemas na perda da qualidade dos produtos; 
  • Pela falta de pessoal capacitado para detectar alguma anomalia em alguma etapa da produção. Neste caso, como já vimos no primeiro artigo desta série, a Manutenção Autônoma é um importante passo para que os operadores estejam capacitados para perceber falhas e defeitos nas máquinas que eles operam e assim procurar uma solução em tempo hábil.

Com a adoção da Manutenção da Qualidade, é possível obter e garantir a qualidade dos produtos já na fase inicial de produção. Em todos os pilares técnicos da TPM há esta preocupação com a qualidade do produto, pois desta forma a empresa poderá garantir a competitividade do produto oferecido. Cuidar da manutenção das máquinas para que elas operem em perfeito funcionamento não só garante o aumento da vida útil delas, mas assegura a qualidade do seu resultado. 

Na prática

Da mesma forma que se faz nos demais pilares da TPM, a Manutenção da Qualidade é feita com planejamento. É interessante que neste pilar haja  um contato com todas as áreas da empresa, desde a manutenção, PCP, vendas e até mesmo pós-vendas para que algum problema que esteja acontecendo possa ser solucionado logo na produção. 

Para implantar o processo de manutenção da qualidade, é necessário fazer medições periódicas na produção. Faz-se a medição de todas as especificações dos produtos e assim é possível ter um plano para que ações preventivas ou corretivas dos problemas que envolvam a qualidade dos produtos sejam tomadas.

Para mapear possíveis problemas, pode-se traçar uma relação entre os processos e a qualidade dos produtos buscando como acontecem essas falhas e as ações que podem ser feitas para evitar tais problemas. Com todas as informações registradas, pode-se avaliar melhor a seriedade de tais problemas, e agir no momento certo antes de que esses defeitos ou falhas prejudiquem a produção.

Benefícios de usar a Manutenção da Qualidade

As preocupações com a qualidade dos produtos muitas vezes ficam evidentes nas ações dos pilares técnicos. Geralmente a preocupação é em evitar paradas e não se observa algum problema que o equipamento ainda que funcionando possa causar no material.  

Este pilar da TPM é complementar, mas não deixa de ser um pilar técnico pois ele tem influência direta na Eficiência Global do Equipamento (OEE).

Podemos dizer que as condições do equipamento têm ligação na qualidade dos produtos. Desta forma, os colaboradores da área da operação, manutenção, controle de qualidade, entre outros, devem fazer uma relação entre os problemas de qualidade dos produtos com alguma anomalia dos equipamentos. Desta forma todos os componentes que afetam diretamente ou indiretamente a qualidade devem ser analisados e diretamente monitorados. 

Irregularidades de projetos anteriores ou algum problema ocorrido ao longo da vida útil dos equipamentos atuais são um importante feedback para que se possa analisar os processos e introduzir melhorias nos próximos equipamentos. 

Conclusão

Manter a qualidade dos produtos é fator crucial para que uma empresa se mantenha competitiva no mercado e consiga uma fidelização dos seus clientes. Empresas que possuem estes objetivos não podem deixar passar nenhum detalhe que coloque em xeque a sua reputação. E para isto, toda a empresa precisa estar envolvida nos processos, desde aqueles que estão no chamado chão de fábrica até os cargos de diretoria. 

Aplicar a Manutenção Produtiva Total na empresa significa estar atento a todos os processos, cuidando do bom funcionamento dos equipamentos e da qualidade dos produtos. Além de fazer com que toda a empresa trabalhe em conjunto no  mesmo sentido. 

O pilar da manutenção da qualidade visa garantir ações que vão manter as especificações desejadas dos produtos a serem comercializados. Neste pilar as preocupações e manutenções dos equipamentos ocorrem em função da qualidade desejada nos materiais produzidos. Tenha sempre em mente que esta qualidade dos produtos é conseguida durante todo o processo e não apenas no final. 

E aí gostou deste pilar da TPM? No nosso próximo artigo desta série falaremos sobre as Melhorias Específicas que trata das falhas individuais de cada equipamento. Não perca e compartilhe com a sua equipe! Fique sempre bem informado sobre manutenção seguindo nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Telegram!

    ASSISTA A UMA DEMONSTRAÇÃO GRATUITA DO ENGEMAN®!





    Siga-nos
    Share This