Agronegócio: entenda a importância e como fazer o controle de custo da manutenção no agronegócio

O controle de custo da manutenção no agronegócio é algo muito importante. Neste artigo, explicamos o que é a gestão da manutenção, como fazer o controle de custos e qual é a importância desse processo no agronegócio. 

custo-manutencao-agronegocio

O agronegócio é um setor muito importante e que impulsiona a economia em muitos países. Em 2023, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a estimativa é que a participação deste setor na economia brasileira seja de aproximadamente 24,5%. 

Para que o agronegócio tenha condições de continuar crescendo a todo valor e gerando lucros para o país, é necessário que as máquinas e equipamentos funcionem adequadamente. Sendo assim, controlar o custo da manutenção no agronegócio é essencial. 

É sobre esse assunto que falaremos neste artigo! Nos tópicos a seguir, vamos explicar o que é a gestão da manutenção, como fazer o controle de custos e qual sua importância no agronegócio. 

Ficou interessado? Então, é só seguir com a leitura!

Compartilhe!

O que é agronegócio?

O agronegócio é o nome utilizado para se referir às atividades que englobam todas as etapas da produção agrícola, desde o cultivo e criação de animais até a comercialização dos produtos finais. 

Ele envolve não apenas a agricultura e a pecuária, mas também a indústria de alimentos, o comércio de produtos agrícolas e os serviços relacionados. Como já citamos no início, o agronegócio tem um papel fundamental na economia, contribuindo para o crescimento do PIB, o desenvolvimento rural e a geração de empregos.

No Brasil, o agronegócio representa uma parcela significativa das exportações. Além disso, o agronegócio também promove o desenvolvimento rural, incentivando a modernização da agricultura, a adoção de tecnologias avançadas e a melhoria da infraestrutura na área rural. 

Portanto, é essencial reconhecer a importância do agronegócio para a economia e investir em seu crescimento e desenvolvimento.

Gestão da manutenção no agronegócio

A gestão da manutenção é uma atividade que pode ser aplicada a qualquer ativo envolvendo o agronegócio. Podem ser geridos implementos agrícolas, frotas, plantas industriais, instalações de secagem, abate, armazenagem, facilities, utilidades, entre outras necessidades na cadeia do processo.

Resumidamente, a gestão da manutenção se aplica em qualquer atividade ou tarefa em que seja necessário utilizar princípios ao nível de classe mundial. Com ela é possível prever e reduzir custos, no que se refere à contratação de colaboradores, uso do maquinário, entre outros.

Melhores práticas de manutenção no agronegócio

É importante salientar que, na gestão da manutenção do agronegócio, é possível implementar as melhores práticas para o controle efetivo das rotinas e processos referentes às manutenções corretivas, preventivas e preditivas, bem como as inspeções, lubrificações, rotas, entre outros.

Vale lembrar também que a implementação e a forma de funcionamento do processo de manutenção no agronegócio vão de acordo com a cultura atual e esperada com relação à implementação das melhores práticas de gestão e à forma de uso e implementação de ferramentas de gestão, como os sistemas CMMS e EAM. Além disso, podem ser controlados resultados e indicadores.

A gestão da manutenção evita vários problemas de operação comuns no agronegócio, como a parada dos ativos por motivo de falha ou quebra e problemas relacionados a suprimentos e peças.

Ao adotar boas práticas de manutenção, tem-se uma gestão efetiva dos ativos, podendo ser obtidos indicadores como o MTBF (Tempo Médio entre Falhas), MTTR (Tempo Médio para Reparo), disponibilidade, confiabilidade, taxa de falhas, custos, entre outros. 

Como fazer o controle do custo da manutenção

O controle de custo da manutenção é muito importante para a otimização da gestão do agronegócio, uma vez que os valores envolvidos estão diretamente ligados à apuração dos preços pagos para realizar as operações, serviços e produtos finais.

Observe, a seguir, algumas dicas práticas sobre como fazer o controle do custo da manutenção no agronegócio.    

  • Faça um levantamento dos custos

Antes de implementar qualquer estratégia para controlar e gerenciar o custo da manutenção no agronegócio, é preciso fazer um levantamento dos custos de manutenção atuais. Essa prática permitirá que você tenha uma visão ampla e sólida de onde estão sendo gastos seus recursos. Deste modo você terá condições de identificar áreas de melhoria. 

Faça a análise dos custos de manutenção de máquinas agrícolas, equipamentos, instalações e outros aspectos que são importantes para o seu negócio. Com uma visão clara e completa dos custos atuais, você poderá tomar decisões sólidas para reduzir os gastos e implementar práticas mais eficientes.

  • Identifique áreas de desperdício e oportunidades de economia

Com o levantamento dos custos de manutenção atuais realizados e com a visão completa do seu negócio,  é a hora de identificar áreas de desperdício e oportunidades de economia. Isso pode incluir a identificação de equipamentos ou máquinas que estão consumindo muita energia ou requerendo manutenção frequente. 

Considere também a possibilidade de implementar práticas de manutenção preventiva, que podem ajudar a evitar reparos caros e prolongar a vida útil dos equipamentos. Além disso, procure por fornecedores ou prestadores de serviços mais econômicos, sem comprometer a qualidade. 

Ao identificar áreas de desperdício e oportunidades de economia, você poderá reduzir os custos de manutenção e maximizar os lucros no agronegócio.

  • Priorize a manutenção preventiva

A manutenção preventiva é uma estratégia de inspeções planejadas e sistemáticas que são realizadas periodicamente e que são essenciais para controlar e gerenciar o custo da manutenção no agronegócio. 

Ao realizar inspeções regulares e manutenções preventivas em seus ativos, você pode evitar reparos mais caros no futuro. Isso inclui a lubrificação adequada, a substituição de peças desgastadas e a limpeza regular. 

Além disso, é importante seguir as recomendações do fabricante para manutenção e realizar os ajustes necessários. Ao priorizar a manutenção preventiva, você pode evitar custos de reparo mais altos e garantir a vida útil prolongada dos seus equipamentos, maximizando assim os lucros no agronegócio.

  • Utilize uma solução CMMS e EAM

A utilização de tecnologia e softwares de gestão é uma estratégia eficaz para melhorar a eficiência da manutenção no agronegócio. Existem diversas ferramentas disponíveis no mercado para realizar o controle de custo da manutenção no agronegócio. Portanto, é fundamental que seja utilizada uma solução do tipo CMMS – Computerized Maintenance Management System e o EAM – Enterprise Asset Management.

Esses sistemas garantem que a gestão seja feita de forma correta, permitindo que sejam feitos registros de todas as operações de manutenção realizadas. Tudo é registrado, desde a aquisição de um bem, até a condução da sua vida útil e desativação.

Com o uso destas ferramentas é possível realizar o registro e acompanhamento de todas as atividades de manutenção, desde a solicitação de serviços até a conclusão das tarefas. Além disso, elas também possibilitam a criação de planos de manutenção preventiva, agendamento de manutenções periódicas e o monitoramento em tempo real do desempenho dos equipamentos. 

  • Apure os custos previstos e os custos reais da manutenção

Uma vez que uma boa ferramenta de gestão esteja sendo utilizada, é possível que se implemente as melhores práticas de planejamento e controle de manutenção. 

De tal maneira, você poderá fazer a apuração dos custos previstos e dos custos reais do processo. Logo, será possível ter uma visão ampla e evitar gastos desnecessários, bem como paradas emergenciais do maquinário, já que o investimento para manutenção preventiva estará incluso nas despesas previstas.

  • Garanta que a apuração seja desdobrada

Ainda sobre a apuração dos custos previstos e reais, é importante que, além de efetiva, ela seja desdobrada por grupos de ativos, centro de custo, conta contábil, localização, tipo de manutenção, setor executante, entre outros filtros.

De tal maneira, será possível o detalhamento, rateio e apuração necessários ao processo de gestão.

A importância do controle do custo da manutenção no agronegócio

O controle efetivo dos custos de manutenção para a otimização da gestão do agronegócio é de grande importância. Esses valores estão diretamente ligados à apuração dos orçamentos das operações, dos serviços e produtos finais do processo do agronegócio.

Assim, um controle assertivo de custos na manutenção influenciará para que outros valores envolvidos sejam otimizados, até a precificação do produto final da cadeia de processos do agronegócio.

O controle de custo da manutenção no agronegócio também é relevante pelos benefícios que ele gera. São inúmeras vantagens, que fazem parte dos indicadores primordiais para a tomada de decisão.

Quando o agronegócio tem implantado um processo de gestão efetiva da manutenção, ao nível de classe mundial, utilizando uma ferramenta de CMMS/EAM bem implementada, é possível apurar todos os custos previstos e realizados, tais como:

  • mão-de-obra: custos previstos e reais de mão-de-obra dos colaboradores, próprios ou terceirizados, sendo possível o cálculo com base no custo da hora trabalhada;
  • serviços: custos previstos e reais de serviços extras ou fornecedores contratados;
  • materiais: custos previstos e reais dos materiais, ferramentas, equipamentos de proteção individual (EPIs) utilizados no planejamento e realização da manutenção;
  • interferência: custos previstos e reais da interferência no processo produtivo.

Com esses dados, é possível a realização de análise e tomada de decisão a partir de indicadores de desempenho (KPIs), dashboards, relatórios, gráficos, cubos OLAP, entre outras métricas necessárias para apuração, análise e projeção dos custos envolvidos com a manutenção no agronegócio.

Conclusão

Para finalizar, é importante compreender que há vários desafios enfrentados para uma gestão efetiva do custo em manutenção do agronegócio. Entre os principais estão a falta de informação, mudanças culturais nas rotinas e processos, falta de apontamentos, ausência de uma ferramenta de gestão, pouca mão-de-obra qualificada, entre outros.

Ao utilizar a tecnologia e softwares especialistas de gestão, como o Engeman®, é possível otimizar o uso dos recursos disponíveis, reduzir o tempo de inatividade dos equipamentos e evitar falhas e quebras inesperadas. 

Portanto, investir em tecnologia e software de gestão é uma estratégia fundamental para melhorar a eficiência da manutenção no agronegócio e controlar os custos relacionados a essa área.

Esperamos que o nosso artigo tenha ajudado você a superar esses desafios, para que possa desenvolver um controle de custo da manutenção no agronegócio eficiente. Assim, você poderá ter resultados e uma lucratividade ainda mais positivos.

Achou este material interessante? Então, nos acompanhe nas redes sociais e veja outras publicações de seu interesse. Estamos no Facebook, YouTube, Instagram e Telegram

Continue seu aprendizado em: Manutenção preditiva no agronegócio

    SOLICITE UM ORÇAMENTO DO SOFTWARE ENGEMAN®.

    Siga-nos